Delegado que comandou segurança do papa pode assumir comando da PF no DF

Provável troca tem gerado polêmica por ser na superintendência da PF no DF onde estão inquéritos das fakes news e o que investiga Jair Renan

atualizado 08/10/2021 15:55

Reprodução/redes sociais

O delegado Victor Cesar dos Santos é hoje o nome mais cotado para assumir a Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal. É lá onde estão investigações sensíveis a Jair Bolsonaro – entre elas, os inquéritos das fake news e o que investiga o filho mais novo do presidente, Jair Renan, por suposto tráfico de influência.

Segundo apurou a coluna, o nome de Victor Cesar já foi enviado ao Palácio do Planalto pelo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, e passa por avaliação da Casa Civil. Se for aceito, ele entrará no lugar do delegado Hugo de Barros Correia, que havia sido nomeado em maio deste ano pelo próprio Maiurino.

A troca tem gerado polêmica, em razão das investigações sensíveis que tramitam na Superintendência da PF no DF. Além dos inquéritos das fakes news e o contra Jair Renan, tramita na superintendência a ação que apura a live com ataques às urnas eletrônicas feita por Bolsonaro em julho de 2021.

Perfil

Victor Cesar é delegado da Polícia Federal há mais de 2o anos. Na corporação atuou como coordenador operacional de grandes operações. Ele foi responsável, por exemplo, por gerenciar o esquema de segurança do Papa Francisco durante a visita do religioso ao Rio de Janeiro, em julho de 2013.

Na época, o delegado era coordenador de Grandes Eventos no Rio e representante da Secretaria Extraordinária de Grandes Eventos do Ministério da Justiça no Rio de Janeiro. Victor César também participou da coordenação da segurança dos Jogos Mundiais Militares Rio+20.

Últimas notícias