metropoles.com

Lula é aconselhado desde fevereiro a conversar com deputados

Líderes de partidos da base governista foram ignorados por Lula quando sentiram a debilidade da articulação política do Planalto

atualizado

Compartilhar notícia

Vinícius Schmidt/Metrópoles
Presidente Lula discursa após encerramento da Reunião com Presidentes da América do Sul no Palácio do Itamaraty 2
1 de 1 Presidente Lula discursa após encerramento da Reunião com Presidentes da América do Sul no Palácio do Itamaraty 2 - Foto: Vinícius Schmidt/Metrópoles

Os primeiros conselhos para Lula entrar na articulação política e receber deputados em reuniões semanais — ou diárias — chegaram ao Palácio do Planalto em fevereiro.

Líderes de partidos da base governista sentiram a debilidade da articulação política do Planalto e disseram a Lula que seria crucial o presidente assumir as rédeas da relação com a Câmara.

Lula ignorou os conselhos dos aliados e preferiu engajar-se em pautas da política externa, como a guerra na Ucrânia e a reabilitação da Venezuela na América do Sul.

Enquanto isso, a relação com o Congresso esgarçou diante dos atrasos nas nomeações de cargos e no pagamento de emendas. A medida provisória (MP) da Esplanada dos Ministérios irá caducar se não for votada até a quinta-feira (1/6).

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comGuilherme Amado

Você quer ficar por dentro da coluna Guilherme Amado e receber notificações em tempo real?

Notificações