Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Lucas Marchesini

Interpol caça um Allan dos Santos

O ativista bolsonarista Allan dos Santos será o segundo brasileiro com o nome a ser procurado pela Interpol

atualizado 18/11/2021 19:34

Wikipedia Commons/Divulgação

Caso o ativista bolsonarista Allan dos Santos seja incluído na lista vermelha da Interpol, ele será o segundo brasileiro com esse nome no rol dos criminosos procurados internacionalmente.

A polícia internacional busca um brasileiro de 25 anos cujo nome completo é Allan Gabrecht dos Santos. Ele foi incluído na lista a pedido do Paraguai.

O Allan dos Santos que já está na lista da Interpol é ligado ao PCC. Ele foi um dos presos que participou da fuga em massa do presídio da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil, no início de 2020.

Santos foi detido em 2017 em uma mansão em Pedro Juan Caballero. No local, foram encontrados armas de guerra — entre elas, um fuzil AK47 — e mais de mil projéteis.

0

O Ministério da Justiça, comandado pelo delegado Anderson Torres, aliado de Jair Bolsonaro, vive uma crise por causa do pedido de extradição de Allan dos Santos apoiado pela família presidencial.

A delegada da PF Silvia Amélia, que era chefe da Diretoria de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça (DRCI), unidade responsável por solicitações de extradição, foi demitida por não ter informado Torres do andamento do pedido, feito pelo ministro do STF Alexandre de Moraes.

Além disso, o MJ mudou o fluxo de trabalho em pedidos de extradição ao incluir a necessidade da assinatura do Secretário Nacional de Justiça, José Vicente Santini, em todos os processos. Santini é amigo de Eduardo Bolsonaro.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

Siga a coluna no Twitter e no Instagram para não perder nada.

Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna
Mais lidas