Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Coronavírus: GDF manda academias e museus fecharem por 15 dias

Um novo decreto do Governo do DF foi publicado na noite deste domingo (15/03) e amplia as suspensões em função da emergência de saúde

atualizado 15/03/2020 19:53

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou um novo decreto, na noite deste domingo (15/03), que amplia a suspensão das atividades por 15 dias para as academias de esporte de todas as modalidades e para os museus, devido à pandemia do novo coronavírus.

A Secretaria de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal) ficará responsável por fazer a fiscalização e poderá atuar junto às forças policiais. Portanto, caso haja desrespeito à determinação, o estabelecimento poderá ser forçado a fechar as portas.

No sábado (14/03), o GDF impôs a suspensão, pela próxima quinzena, de eventos de qualquer natureza que exijam licença estatal, com público superior a 100 pessoas e atividades coletivas de cinema e teatro. Também ficam suspensas, pelos próximos 15 dias aulas nas escolas da capital do país.

Os eventos esportivos no Distrito Federal somente poderão ocorrer com os portões fechados ao público, mediante autorização sanitária expedida pela Subsecretaria de Vigilância à Saúde do Distrito Federal e Termo de Compromisso assinado pelos organizadores.

Além disso, diz o decreto, “qualquer servidor público, empregado público ou contratado por empresa que presta serviço para o DF, que apresentar febre ou sintomas respiratórios ou que tenha retornado de viagem internacional, nos últimos 10 dias, deverá permanecer em casa e adotar o regime de teletrabalho, conforme orientação da chefia imediata”.

Reprodução do Diário Oficial
Reprodução do Diário Oficial
Casos no DF

14 casos confirmados do novo coronavírus no DF e outros 158 em investigação. No total, 84 foram descartados. Os números foram atualizados pelo GDF na tarde deste domingo.

Os pacientes infectados da capital do país viajaram ao exterior antes do diagnóstico. Dessa forma, ainda não houve registro dos chamados casos de contaminação comunitária, que é quando o vírus começa a circular pelo local.

Para evitar contaminar e ser contaminado, as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) são lavar as mãos com água e sabão com frequência, usar álcool gel quando não houver acesso fácil à água, evitar tocar o rosto, cobrir a boca ao tossir com a parte interna do braço, e não com as mãos.

Além disso, não compartilhar copos e talheres, evitar cumprimentar com beijinhos e estar em público caso esteja com sintomas da doença.

Últimas notícias