Brasil x Argentina, o jogo que não vai acabar nunca

Simplesmente não existe brecha no calendário para um novo jogo entre as duas maiores potências sul-americanas

atualizado 01/01/2022 18:06

Messi e NeymarBuda Mendes/Getty Images

A Fifa não sabe o que fazer com o clássico entre Brasil e Argentina, interrompido por agentes da Anvisa e da Polícia Federal, no dia 6 de setembro de 2021. Foi certamente um dos acontecimentos mais bizarros do futebol mundial.

Até hoje, o primeiro dia do ano de 2022, passaram-se 116 dias de uma das maiores polêmicas do futebol mundial. E agora ninguém sabe o que vai acontecer porque as Eliminatórias Sul-Americanas, que sempre enfrentaram  um problema crônico de falta de datas, tiveram a situação agravada pela pandemia.

Neste começo de ano, quando normalmente não haveria espaço no calendário para as chamadas datas-Fifa, serão abertas exceções. O Brasil enfrenta o Equador dia 27/01, em Quito; e recebe em casa o Paraguai, dia 01/02. 

Em resumo: simplesmente não existe  brecha no calendário antes da Copa para um novo jogo entre brasileiros e argentinos.

A CBF não crê na remarcação do clássico e espera vitória na Fifa. Tanto Brasil quanto Argentina já apresentaram suas defesas e aguardam julgamento. A CBF acredita estar muito mais embasada em sua argumentação no caso e espera obter os três pontos da partida no tribunal.

Virou um mico. E como as duas seleções estão classificadas para a Copa do Catar e não dependem desse resultado, os cartolas da FIFA e da Conmebol estão fingindo naturalidade  pra engavetar o processo.

No fundo, os cartolas gostariam que esse assunto fosse esquecido. Mas, pelo visto, esse superclássico das Américas vai entrar para a história como o jogo que nunca acabou.

Para acompanhar as atualizações da coluna, siga o “Futebol Etc” no Twitter; e também no Instagram.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias