*
 
 

Gustavo Bebianno, presidente em exercício do diretório nacional do PSL – partido que abriga o presidenciável Jair Bolsonaro –, divulgou vídeo no qual dá um puxão de orelhas na executiva da legenda na capital da República. “Você que pretende ter o nosso apoio, não se filie ao PSL do Distrito Federal. O PSL do DF não se alinha nem com a nacional, muito menos com o deputado Jair Bolsonaro”, disse.

O motivo da desavença é que os caciques do partido não gostaram nada de o presidente regional da sigla, Newton Lins, ter convocado reunião com os pré-candidatos proporcionais para declarar apoio à pré-candidatura do tucano Izalci Lucas ao Palácio do Buriti, sem anuência dos líderes nacionais.

Bolsonaro já havia declarado apoio ao projeto do general da reserva Paulo Chagas (foto em destaque), que acabou filiado ao Partido Republicano Progressista (PRP) como retaliação à postura de Newton Lins.

 

O cacique vai além: orienta os seguidores de Bolsonaro a não ingressarem na legenda local. “Se você pretende receber o apoio do PSL nacional e do deputado Jair Messias Bolsonaro, filie-se ao PRP. O nosso candidato para o Governo do DF é o general Paulo Chagas”.

Procurado pela coluna, Newton Lins preferiu não se manifestar. Sem dúvida, o desconforto do general atingiu em cheio a pré-campanha presidencial.



 


Jair BolsonaropslNewton LinsPaulo ChagasGustavo Bebianno