Com 80% dos votos, Renata Gil é eleita a 1ª mulher a presidir AMB

A juíza terá como vice-presidente Fábio Esteves, atual presidente da Amagis-DF

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 08/11/2019 23:26

A Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) escolheu, nesta sexta-feira (08/11/2019), a primeira mulher a comandar a entidade. Com quase 80% dos votos, a juíza fluminense Renata Gil de Alcântara foi eleita a nova presidente da associação.

O vice-presidente será Fábio Esteves, presidente da Associação dos Magistrados do Distrito Federal (Amagis-DF). A posse está marcada para o dia 11 de dezembro de 2019.

Magistrada da área criminal, Renata é juíza há 21 anos. Ela agora representará a carreira da magistratura na maior entidade representativa nacional.

Renata também foi a primeira mulher a presidir a Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj). Por duas vezes, foi vice-presidente da AMB (2011–2013 e 2017–2019).

“Eleição histórica para a presidência da maior associação de juízes do mundo. Primeira mulher eleita, Renata Gil representa a possibilidade de conduzir a magistratura para um processo mais comunicativo com a sociedade, por representar um associativismo que é ao mesmo tempo plural e uno, por contemplar a magistratura de todos para todos”, declarou Esteves à coluna.

Titular da 40ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro desde 2008, Renata Gil atuou nas comarcas de Conceição de Macabu, Silva Jardim e Rio Bonito. É formada em direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

SOBRE O AUTOR
Caio Barbieri

Cursou jornalismo no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Passou pelas redações do Correio Braziliense, Agência Brasil, Rádio Nacional e foi editor-adjunto da Tribuna do Brasil. Ocupou a assessoria especial no Ministério da Transparência e foi secretário-adjunto de Comunicação do GDF. Chefiou o relacionamento com a imprensa na Casa Civil, Vice-Governadoria, Secretaria de Habitação e na Secretaria de Turismo do DF. Fez consultoria para vários partidos, entidades sindicais e políticos da Câmara Legislativa e do Congresso Nacional. Assina a coluna Janela Indiscreta do Metrópoles e cobre os bastidores do poder em Brasília.

Últimas notícias