Vídeo: veja ação de agentes antes do massacre em presídio no Pará

Dois agentes teriam facilitado a saída dos presos. Massacre em Altamira deixou 58 mortos

divulgaçãodivulgação

atualizado 09/09/2019 14:32

Imagens de câmeras de segurança divulgadas nessa sexta-feira (06/09/2019) mostram a ação de detentos momentos antes do massacre que deixou 58 mortos em presídio de Altamira, no Pará. Investigadores acreditam que dois agentes teriam facilitado a saída dos presos do bloco carcerário.

O massacre ocorreu na manhã de 29 de julho. As imagens mostram Diego Leonel Baia e William Costa da Silva, os dois agentes penitenciários suspeitos de facilitar a ação dos detentos envolvidos na rebelião. Ambos teriam se passado por reféns, de acordo com a polícia, após abrirem a porta.

Diego e William estão presos no Centro de Reclusão Coronel Anastácio das Neves, no Complexo de Santa Izabel do Pará, na região metropolitana de Belém. Na Operação Eclusa, que investiga o caso, ainda foram apreendidos aparelhos de celulares que serão periciados.

O massacre de Altamira é considerado o segundo com mais mortes em presídios na história do Brasil. Além dos 58 mortos, outras quatros detentos foram assassinados durante transferência, totalizando 62 vítimas. O presídio estava superlotado e em “péssimas condições”, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Últimas notícias