Coronavírus: governo federal define quarentena em Anápolis

Aviões que buscarão brasileiros na China decolam nesta quarta-feira (05). Repatriados devem pousar no Brasil na manhã de sábado (08)

atualizado 04/02/2020 23:32

Base Aérea de Anápolis (GO)Divulgação/FAB

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, anunciou nesta terça-feira (04/02/2020) que a Base Aérea de Anápolis (GO), localizada a 55 km de Goiânia, será o local que receberá brasileiros repatriados de Wuhan, na China, cidade epicentro do surto de coronavírus.

Durante o anúncio à imprensa, realizado no Palácio do Planalto, o ministro informou também que duas aeronaves modelo Embraer 190, com capacidade para acomodar 30 pessoas cada uma, decolarão da Base Aérea de Brasília ao meio-dia desta quarta-feira (05/02/2020), devendo chegar à China na madrugada de sexta-feira (07/02/2020). Os cidadãos deverão chegar ao Brasil na manhã do próximo sábado (08/02/2020).

De acordo com Azevedo, as duas aeronaves reservas fazem parte da frota presidencial, nos quais o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não costuma viajar. “Foi um gesto do presidente abrir mão das aeronaves, tendo em vista a situação da Força Aérea”, disse o ministro.

As aeronaves partem de Brasília e fazem escalas em Fortaleza (CE), Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia) e em outra cidade da China, antes de pousar em Wuhan. No retorno, elas farão o mesmo trajeto em sentido contrário, mas sem pousar em Brasília, indo direto para a Base Aérea de Anápolis.

O governo informou que todas as pessoas presentes no avião, sendo cidadãos repatriados ou militares envolvidos na missão, ficarão em quarentena por 18 dias em Anápolis. Quem apresentar qualquer sintoma da infecção será levado ao Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília.

Segundo o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, 29 pessoas estão confirmadas para serem repatriadas, incluindo quatro chineses listados como cônjuges, filhos os pais de brasileiros. Há sete crianças na lista de repatriados.

Araújo informou que brasileiros que desejarem voltar ao Brasil devem informar à Embaixada do Brasil em Pequim até a manhã de quinta-feira (06/02/2020) na capital chinesa.

“Os brasileiros que desejam retornar, fiquem em contato permanente com a nossa embaixada em Pequim. [Faremos] Tudo obedecendo parâmetros do governo chinês”, declarou o ministro.

Mais lidas
Últimas notícias