Quadro de saúde de Bruno Covas é “gravíssimo”; família é chamada ao hospital

Prefeito de São Paulo teve piora acentuada no estado de saúde nesta sexta-feira. Médicos chamaram familiares ao Sírio-Libanês

atualizado 17/05/2021 11:56

candidato prefeitura SP eleicoes 2020 bruno covas forca nacional sao pauloFábio Vieira/Especial Metrópoles

São Paulo – O quadro do prefeito afastado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), se agravou muito nesta sexta-feira (14/5), segundo informações de fontes muito próximas ao tucano.

Com a piora acentuada no estado de saúde de Covas, os familiares foram chamados ao hospital Sírio-Libanês na capital paulista, onde ele está internado desde domingo, 2 de maio.

Bruno Covas ficou internado entre o dia 16 de abril, quando exames médicos identificaram, além da lesão no estômago, novos nódulos de câncer no fígado e pequenos danos em ossos da coluna e da bacia, e o dia 27.

Com as novas lesões, o tratamento de Covas mudou e passou a integrar quimioterapia e imunoterapia. As novas intervenções médicas ocasionaram um acúmulo de líquido na caixa torácica do prefeito e ele emagreceu.

O prefeito chegou a receber alta médica em 27 de abril, mas um mal-estar súbito o levou de volta aos cuidados médicos. No domingo (2/5), o prefeito encaminhou à Câmara dos Vereadores pedido de licença de 30 dias. No mesmo dia ele se submeteu a exames de sangue, de imagem e uma endoscopia que revelaram um sangramento na cárdia, justamente onde o câncer do prefeito se originou.

Na segunda (3/5), a equipe do Sírio-Libanês levou Bruno Covas à Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) onde ele foi intubado para estancar o sangramento com uma endoscopia.

O Metrópoles entrou em contato com o Hospital Sírio-Libanês, mas até a publicação deste texto, os médicos do prefeito não confirmaram oficialmente a informação.

Últimas notícias