*
 

O presidente da Câmara Municipal de Petrópolis (RJ), Paulo Igor da Silva Carelli, foi preso por policiais civis na manhã desta quinta-feira (12/4). Contra ele havia um mandado de prisão preventiva pelos crimes de fraude em licitação e peculato, assim como contra o vereador Luiz Eduardo Francisco da Silva, o Dudu.

Segundo denúncia do MP, Paulo Carelli, com auxílio de outras pessoas, combinou com um empresário uma forma de direcionar licitação em 2011 para a empresa Elfe Soluções e Serviços, que resultou em contrato de R$ 4,49 milhões.

Para o MP, as diversas ilegalidades praticadas durante o procedimento licitatório tinham como meta afastar o caráter competitivo do ato para direcionar a concorrência em favor da empresa de Wilson da Costa Ritto Filho, conhecido como Júnior, da Elfe Soluções. Segundo as investigações, o empresário seria amigo dos vereadores Paulo Carelli e Dudu.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Elfe informou ter uma postura de total transparência e que vem prestando prontamente todos os esclarecimentos solicitados pela Justiça. A empresa acrescentou que, desde que o referido contrato foi encerrado em 2012, não tem mais nenhum contato com qualquer órgão da administração pública direta de Petrópolis. Ainda segundo a nota, Júnior se afastou da empresa em 2015.

A Agência Brasil entrou em contato com a assessoria de imprensa da Câmara e com o gabinete dos vereadores dos e-mails informados pelo site da Casa, mas ainda não teve resposta.

 

 

COMENTE

Petrópoliscâmara municipalpresidente da câmara municipal preso
comunicar erro à redação

Leia mais: Brasil