CPI: confira a íntegra do auto de prisão em flagrante de Roberto Dias

Demitido do Ministério da Saúde, Roberto Dias foi preso por ordem do presidente Omar Aziz, que identificou contradições em seu depoimento

atualizado 07/07/2021 19:29

Roberto Ferreira Dias_CPI da CovidRafaela Felicciano/Metrópoles

O ex-chefe do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias acabou preso em flagrante ao fim de seu depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 por ordem do presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM).

Os senadores alegaram contradições no depoimento e, como Dias estava sendo ouvido como testemunha, acabou recebendo voz de prisão, acusado de falso testemunho.

Confira o auto de prisão lavrado pela CPI:

Auto de Prisão Em Flagrante by Metropoles on Scribd

Após a prisão, um grupo de senadores cobrou uma decisão do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), alegando arbitrariedade de Aziz. Diante disso, a Secretaria Geral da Mesa do Senado está elaborando um parecer sobre o assunto, que pode anular ou não a prisão.

Mais lidas
Últimas notícias