Treta no PSL divide militares na sigla entre Bolsonaro e Bivar

Cisão entre deputados mais ideológicos e os mais pragmáticos borbulha - e os ligados à área de segurança não se alinham automaticamente

Igo Estrela/Metrópoles

atualizado 12/10/2019 18:34

A crise interna em que está mergulhado o PSL divide os parlamentares sobre o futuro da sigla. Encabeçado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, a ala mais ideológica do partido, conservadora por definição, parece não ter desistido de ganhar a queda de braço contra correligionários mais “pragmáticos” na atuação política.

Essa tensão deixa os rumos da legenda presidida pelo deputado Luciano Bivar (PE) completamente em aberto neste momento. Apesar da pressão do grupo mais à direita, apenas 20 dos 53 parlamentares declararam apoio público a Bolsonaro na troca de farpas com Bivar. E, neste grupo, apenas sete são militares ou ligados a forças de segurança, como policiais e bombeiros. No grupo dos que optaram por não se posicionar a favor da figura mais poderosa do partido na pendenga interna, há 10 integrantes das corporações de segurança, que aderiram em massa à candidatura do capitão da reserva em 2018 e agora rejeitam alinhamento automático.

Da ala dos ideológicos, a deputada federal Bia Kicis (DF) minimizou a troca de farpas que ocorreu dentro da sigla durante a semana. Ao Metrópoles, ela disse que foi somente um “estresse” e que agora é preciso “apenas” tempo.

No entanto, Bia ressaltou que a demanda dos apoiadores de Bolsonaro “tem que ser atendida” para voltar a unanimidade no partido: “A poeira vai baixar, o objetivo é a gente se entender. Mas o que a gente está pedindo tem que acontecer”. 

Segundo Bia Kicis, a condição do grupo é de que as decisões tomadas pelo presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), sejam mais “democráticas”. “Fomos surpreendidos, por exemplo, pelo novo estatuto. As decisões têm que ser mais transparentes”, explica.

Por outro lado, o deputado federal Bibo Nunes (RS) disse ao Metrópoles que o movimento para sair do partido é um caminho “sem volta”: “É impossível não sair do partido. Na próxima semana, vamos entrar com uma ação no TSE [Tribunal Superior Eleitoral] pedindo justa causa. Temos muitos motivos para isso”, declarou.

A decisão de ir ao TSE é uma alternativa para que os deputados se desliguem do PSL sem o risco de perderem seus mandatos. Segundo Nunes, a não prestação de contas será um dos argumentos a serem apresentados à Justiça. 

Nessa sexta-feira (11/10/2019), o presidente Jair Bolsonaro e 21 parlamentares do PSL fizeram um pedido ao presidente da legenda, Luciano Bivar, para que sejam fornecidas informações sobre as contas da sigla dos últimos cinco anos, incluindo os dados parciais de 2019. 

De acordo com o deputado federal Daniel Silveira (RJ), durante a campanha eleitoral, o PSL tinha uma política de transparência – e a sigla deveria continuar com essa dinâmica. Ele ainda justificou as recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro. “Eu acredito que a vontade de Bolsonaro é que o eleitorado dele – e o nosso – saiba que nós vamos partir para uma nova jornada rumo a um partido alinhado”. 

Procurado pelo Metrópoles, o deputado federal Filipe Barros (PR) disse que não irá se pronunciar sobre o assunto no momento.

Lista dos deputados que assinaram a carta (militares em destaque/negrito): 

  • Carla Zambelli
  • Bibo Nunes
  • Alê Silva
  • Chris Tonietto
  • Aline Sleutjes
  • Carlos Jordy
  • Filipe Barros
  • Sanderson
  • General Girão
  • Luiz Lima
  • Bia Kicis
  • Hélio Lopes
  • Cabo Junio Amaral
  • Luiz Philippe de Orléans e Bragança
  • Guiga Peixoto
  • Márcio Labre
  • Vitor Hugo
  • Eduardo Bolsonaro
  • Daniel Silveira

Lista dos deputados que não assinaram a carta (militares e ligados a forças de segurança em destaque/negrito):

  • Abou Anni
  • Caroline de Toni
  • Charles Evangelista 
  • Coronel Armando
  • Coronel Chrisóstomo
  • Coronel Tadeu
  • Daniel Freitas
  • Delegado Antônio Furtado
  • Delegado Pablo 
  • Delegado Waldir
  • Dr. Luiz Ovando
  • Dra. Soraya Manato
  • Enéias Reis
  • Fabio Schiochet
  • Felício Laterça 
  • Felipe Francischini
  • General Peternelli
  • Gurgel
  • Heitor Freire
  • Joice Hasselmann
  • Julian Lemos
  • Junio Amaral
  • Júnior Bozzella
  • Léo Motta
  • Loester Trutis
  • Lourival Gomes
  • Luciano Bivar
  • Marcelo Brum
  • Nelson Barbudo
  • Nereu Crispim
  • Nicoletti
  • Professor Joziel
  • Professora Dayane Pimentel
  • Ricardo Pericar

Últimas notícias