Questionado sobre 600 mil mortes por Covid, Bolsonaro diz: “Não vim me aborrecer”

O país bateu a triste marca de 600 mil mortos pela Covid-19 na sexta-feira (8/10), no mesmo dia ele disse, de forma genérica, que lamentava

atualizado 11/10/2021 14:55

Ministro da Saúde Marcelo Queiroga Atletas olímpicos e paralímpicos Jogos de Tóquio são recebidos pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio do PlanaltoHugo Barreto/Metrópoles

Em conversa com apoiadores, durante um passeio pela praia do município de Guarujá, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, na tarde desta segunda-feira (11/10), que não queria ser aborrecido. A afirmação foi feita após uma pessoa questioná-lo sobre a triste marca de 600 mil mortos em decorrência da Covid-19, que o Brasil atingiu na sexta-feira (8/10).

“Qual país não morreu gente? Qual país não morreu gente? Qual país não morreu gente? Responda! Olha, não vim me aborrecer aqui, por favor”, disse o mandatário da República. Bolsonaro ainda não havia se pronunciado sobre os números. O momento foi gravado e divulgado por um canal simpatizante do governo.

O Brasil chegou a 600.077 mortos pela Covid-19 na sexta-feira (8/10). A informação foi divulgada pelo consórcio de veículos de imprensa.

O presidente da República viajou na sexta-feira a São Paulo e tem previsão de permanecer no estado até quarta-feira (13/10). Após visita a Peruíbe (SP) no sábado (9/10), o mandatário foi multado pela prefeitura por não usar máscara de proteção facial. Segundo o órgão, a multa é de R$ 500 por não usar o equipamento facial.

 

Últimas notícias