Comandante da Aeronáutica diz que FAB é uma “instituição de Estado”

Declaração foi feita após Bolsonaro demitir ministro da Defesa e provocar a saída dos comandantes das Forças Armadas

atualizado 31/03/2021 8:21

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O tenente-brigadeiro Antonio Carlos Moretti Bermudez afirmou, nessa terça-feira (30/3), que recebeu como um “bom soldado” a decisão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de demiti-lo do comando da Aeronáutica. O militar ainda agradeceu aos subordinados que trabalharam ao seu lado e disse que a Força Aérea (FAB) é uma “instituição de Estado”.

“Na manhã de hoje, tomei conhecimento da decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, de exonerar-me do comando da Força Aérea Brasileira. Recebi essa notícia como um bom soldado, que dedicou 46 anos de sua vida a servir seu país”, disse.

Bermudez e os comandantes do Exército, general Edson Pujol, e da Marinha, almirante Ilques Barbosa, foram informados da demissão em uma reunião na terça com o novo ministro da Defesa, general Walter Braga Netto. Os substitutos ainda não foram anunciados.

Bolsonaro nomeou Bermudez, Pujol e Ilques ao tomar posse como presidente da República em 2019. A saída dos comandantes ocorreu no dia seguinte ao anúncio da demissão do general Fernando Azevedo e Silva do Ministério da Defesa.

“Ao deixar o comando da Aeronáutica, meu sentimento é de gratidão. Gratidão aos que labutaram ao meu lado, direta e indiretamente, para que a Força Aérea, uma instituição de Estado, servisse ao povo brasileiro em todos os seus chamados”, disse Bermudez em um vídeo de despedida.

Últimas notícias