Bolsonaro: “Quando último brasileiro for vacinado decido se me vacino”

O presidente disse que já foi infectado pelo vírus e, para dar exemplo, vai esperar para ver se "sobra uma vacina" para ser imunizado

atualizado 01/04/2021 21:57

Coletiva à imprensa sobre o programa águas Brasileiras com o presidente Jair Bolsonaro, no palácio do planalto.Fotos Hugo Barreto/Metrópoles

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou nesta quinta-feira (1/4) que ainda irá decidir se vai se vacinar ou não contra a Covid-19. Durante a live semanal, ao vivo pelas redes sociais, o chefe do Executivo argumentou que já contraiu o vírus e, por isso, vai avaliar imunização somente quando o “último brasileiro for vacinado”.

“Está uma discussão agora que eu vou me vacinar ou não vou vacinar. Eu vou decidir. O que eu acho: eu já contraí o vírus”, comentou em transmissão ao vivo nas redes sociais hoje. “Eu acho que o que deve acontecer, depois que o último brasileiro for vacinado, sobrando uma vacina, daí eu vou decidir se vacino ou não. Esse é um exemplo que um chefe tem que dar”, disse.

Mais cedo, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), informou que a vacinação contra o coronavírus será ampliada para as pessoas acima de 66 anos, a partir do próximo sábado (3/4). Bolsonaro completou 66 anos no dia 21 de março e, com isso, se encaixa no grupo a ser imunizado.

Em declarações anteriores, Bolsonaro tinha dito que não iria tomar a vacina porque já havia contraído o coronavírus. Ele foi diagnosticado com a doença em julho de 2020. No entanto, casos de reinfecção têm sido registrados no país, além de novas variantes do vírus.

Últimas notícias