Olímpio pede que Bolsonaro interne Carlos em clínica psiquiátrica

Líder do PSL no Senado não tem gostado da interferência do filho do presidente no mandato do pai

Solidariedade/DivulgaçãoSolidariedade/Divulgação

atualizado 14/10/2019 13:38

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), pediu nesta segunda-feira (14/10/2019) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) interne o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) em uma clínica psiquiátrica. Ambos trocaram uma série de farpas nos últimos dias.

“O presidente precisava providenciar a internação psiquiátrica para ele [Carlos]. Não tem outra medida. Mas isso é questão de família”, sugeriu o senador em entrevista à revista Época.

Olímpio ameaçou ainda processar o filho 02 se o nível de desrespeito aumentar com a insistência das ofensas. O congressista culpou Carlos pela demissão de ministros do governo federal.

“Quando as ofensas chegarem ao ponto de judicializar, eu o farei. São molecagens irresponsáveis que já derrubaram ministros, arrebentaram com fiéis aliados de Bolsonaro. Um péssimo exemplo para o país. Mas comigo o papo vai ser outro. Não vou me intimidar por se tratar de filho do presidente. Que se dane”, disparou Olímpio.

Do alto escalão, o mandatário da República pediu, ainda no primeiro semestre do mandato, as cabeças do general Santos Cruz (Segov) e Gustavo Bebbiano (Secretaria-geral). Ambas as demissões tiveram influência, nos bastidores, de Carlos Bolsonaro.

Senador mais votado da legenda, Olímpio foi alvo de críticas do vereador carioca nesse domingo (13/10/2019), que o chamou de “bobo da corte”. Em contrapartida, o parlamentar chamou o filho do titular do Palácio do Planalto de “moleque”.

Olímpio não tem gostado da interferência dos filhos Carlos, Eduardo e Flávio Bolsonaro no mandato do pai. A crise se agravou com a possível saída do chefe do Executivo da legenda, alavancada com o andamento das investigações contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Últimas notícias