Museu de Nova York decide cancelar evento em homenagem a Bolsonaro

Decisão foi publicada em uma conta oficial do museu. Em 14 de maio, presidente receberá o prêmio Personalidade do Ano de 2019

Rafael Felicciano/MetrópolesRafael Felicciano/Metrópoles

atualizado 15/04/2019 18:38

O Museu de História Natural de Nova York decidiu que não sediará o evento em homenagem ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), como “Pessoa do Ano”. A decisão foi publicada em uma conta oficial das redes sociais do museu.

“Com respeito mútuo pelo trabalho e pelos objetivos da nossa organização individual, decidimos conjuntamente que o Museu não é a locação ideal para o jantar de gala da Câmara de Comércio Brasil-EUA. Este tradicional evento será direcionado para outra locação na data e horário originais”, diz trecho do comunicado.

No próximo dia 14 de maio, Bolsonaro receberá o prêmio Personalidade do Ano de 2019, oferecido pela Câmara do Comércio Brasil-Estados Unidos. No entanto, agora, o lugar onde a cerimônia vai acontecer não está definido.

Em uma série de publicações feitas no domingo (14/04/19), o Museu de História diz querer “deixar claro que não convidou o presidente Bolsonaro; ele foi convidado como parte de um evento externo”. A instituição também agradeceu “às pessoas que expressaram sua opinião sobre o evento da Câmara de Comércio Brasil-EUA”.

Veja os tuítes:

Últimas notícias