“CCSelfie”: fotos e lives dominam comissão na votação da Previdência

Preocupados com o melhor ângulo e com os cliques nas redes sociais, deputados se esmeram em transmissões e gravações em meio a sessão

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 25/04/2019 9:34

Embora tenha sido na última semana palco dos maiores embates entre opositores e governistas, o plenário da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados também se tornou uma grande arena de promoções pessoais dos deputados. Ou seja, o terreno mais fértil para as selfies dos parlamentares em busca de marcar posição, tanto em relação à reforma da Previdência quanto nas redes sociais.

Exibição é a palavra de ordem, ao ponto de, no momento da divulgação do resultado da votação, os deputados se aglomerarem na frente do painel para, de costas para o cenário perfeito, registrarem aquela live inesquecível. Foi o que se viu quando o resultado da votação da proposta do governo foi anunciado (foto abaixo) pelo presidente da Casa, Felipe Francischini (PSL-PR).

TV Câmara/Reprodução

 

Até quem se colocava na mesa diretora dos trabalhos não se intimidou em sacar o celular para aquele videozinho das redes. A vice-presidente da Comissão, deputada Bia Kicis (de branco, na foto abaixo) é uma das adeptas.

Igo Estrela/Metrópoles

 

Enquanto a sessão que aprovou a constitucionalidade da proposta estava prestes a começar, e a oposição se desdobrava no chamado “kit obstrução”, a deputada se ajeitava no melhor ângulo de seu celular.

A parlamentar fez dobradinha com o relator, Marcelo Freitas (PSL-MG), e aproveitou para chamar a tropa de choque feminina da oposição de “bancada da chupeta” no vídeo que foi imediatamente postado no Twitter.

“Conte com a gente”
O deputado Aliel Machado (PSB-PR) é um dos mais assíduos da autopromoção. Passou um bom tempo se esmerando na live para o Facebook (foto abaixo).

Igo Estrela/Metrópoles

 

Em um longo vídeo, ele explica sua exigência em obter os dados de impacto financeiro da proposta apresentada pelo governo, colocado em sigilo pelo Ministério da Economia e que devem ser liberados nesta quinta (25).

Ao fim, manda uma mensagem direta ao eleitor: “Conte sempre aqui com a gente. Um abraço pessoal. Mais tarde eu trago outras informações aqui da CCJ”.

Confira:

 

A deputada Aline Sleutjes (PSL-PR) também não perdeu tempo. Mesmo não sendo membro da CCJ, não tendo direito a voto e nem a se pronunciar durante a sessão, a vice-líder do partido do presidente Jair Bolsonaro garantiu o vídeo para as redes sociais (foto abaixo).

Igo Estrela/Metrópoles

 

Em meio à bancada governista, filmou seus colegas nas reclamações contra a oposição e nos elogios ao projeto do governo. “Esta é a realidade da CCJ, esquerda não é contra o governo é contra o Brasil, 2 semanas atrapalhando a votação do parecer… a ideia principal: quanto pior melhor”, postou.

Confira o resultado da filmagem: 

 

Tietagem e discussão
No debate televisionado pela TV Câmara, houve espaço, inclusive, para tietagem. O deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), por exemplo, foi parado por um admirador interessado em fazer uma foto com o tucano (foto abaixo).

Igo Estrela/Metrópoles

 

As filmagens já deram o que falar e discutir no plenário da CCJ. Uma das mais aguerridas combatentes da oposição, a deputada Maria do Rosário (PT-RS) chegou a ter um atrito com a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) em uma das sessões que antecederam a da aprovação da reformulação da Previdência.

Incomodada com a presença da líder do governo no Congresso na mesa de trabalhos, ao lado do presidente do colegiado, Felipe Francischini (PSL-PR), Maria do Rosário reclamou que a parlamentar governista a filmava, enquanto a petista falava na audiência. Joice Hasselmann usava, de fato, o celular apontado para a petista, no entanto não se pode dizer que ela tenha realmente filmado.

Adaptação
A própria petista teve que se adaptar à necessidade de informar usando suas próprias páginas – hoje, uma prática adotada pela maioria dos parlamentares. Com a ajuda de um assessor, Rosário também grava seus vídeos e compartilha em tempo real em meio a uma fala e outra. “A gente tem que se dividir e agora fazer de tudo. Defende requerimento, fica atenta ao kit obstrução, grava vídeo”, ponderou.

Ao final de uma das mais cansativas sessões realizadas nesta legislatura, com a bancada da oposição, a deputada petista postou um vídeo marcando sua posição. “Pela Previdência, somos resistência”, entoava.

Assista:

 

A briga com o presidente Francischini, que a criticou por processar o apresentador Danilo Gentilli, foi para as redes sociais de Maria do Rosário com a crítica sobre o baixo nível da argumentação do deputado paranaense.

A deputada, no entanto, ignorou a colega Caroline di Toni (PSL-SC), que, durante a fala de Maria do Rosário, roubava a cena se contorcendo com o celular em punho em uma transmissão (gravando de costas para a petista na foto abaixo).

TV Câmara/Reprodução

Últimas notícias