Bolsonaro determina urgência na apuração de óleo em praias do Nordeste

Para a investigação, foram mobilizadas todas as forças armadas e a Polícia Federal, sob coordenação do Exército e da Aeronáutica

Reprodução/WhatsAppReprodução/WhatsApp

atualizado 05/10/2019 19:07

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou urgência na investigação para identificar a origem e responsabilidades pelas manchas de óleo que têm aparecido no litoral do Nordeste. A informação foi divulgada neste sábado (05/10/2019) pelo ministro do Meio Ambiente , Ricardo Salles, em seu perfil no Twitter.

Segundo Salles, diversas equipes já estão atuando nesta questão. O ministro informou ainda que na próxima segunda-feira (07/10/2019) será realizada uma vistoria de equipes do governo em Sergipe, com a participação do governador do estado, Belivaldo Chagas. O ministro, no entanto, não especificou quais praias serão visitadas.
As investigações envolvem a Polícia federal e as três forças armadas.

Uma investigação feita pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) aponta que as manchas negras que têm aparecido em praias do litoral nordestino já atingiram pelo menos 105 locais em 46 municípios de oito estados: Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

De acordo com análise feita pela Petrobras, trata-se de óleo de petróleo cru, que não é produzido no país. Em nota, a empresa afirmou que o material encontrado não é produzido nem comercializado por eles.

Últimas notícias