“Passaportes de vacina” falsos são vendidos por Bitcoin, afirma Polícia do Rio

O passaporte de vacinação falso vendido pelos criminosos seria um arquivo em PDF que imitaria o certificado criado pelo ConectSUS

atualizado 14/10/2021 18:18

Thiago Prudencio/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a venda de documentos falsos de vacinação por bitcoin (BTC).

O passaporte de vacinação falso vendido pelos criminosos seria um arquivo em PDF que imitaria o certificado criado pelo app ConectSUS. Apesar das semelhanças, a verificação via QR Code não funciona, pois os falsário não têm acesso ao banco do Ministério da Saúde.

Saiba mais no Cointimes, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias