Mulher reage a enforcamento e mata marido esfaqueado em Campo Grande

À polícia, ela disse que agiu em legítima defesa. Crime ocorreu após discussão. Ela chegou a levar socos e atingiu o esposo na perna

iStock/Foto ilustrativaiStock/Foto ilustrativa

atualizado 14/07/2019 15:45

Uma mulher de 34 anos é a principal suspeita de matar o marido, identificado como Leonidio Paixão Andrade Neto, de 35 anos, na madrugada deste domingo (14/07/2019), no Bairro Moreninha II, em Campo Grande (MS). A mulher contou à polícia que agiu em legítima defesa, já que o marido, embriagado, tentou matá-la enforcada.

Conforme registrado em boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 2h da madrugada na Rua Ariri. Testemunhas e a própria autora, Fabiana Van Suypene de Souza, confirmou que Leonidio chegou em casa embriagado e ambos começaram a discutir. A discussão foi presenciada pela filha do casal, de 6 anos, que pediu socorro à vizinha.

Foi então que o homem começou a agredir a esposa com socos e tentou enforcá-la, momento que ela alcançou uma faca na cozinha e desferiu o golpe na perna esquerda do marido.

Após ser acionada, a vizinha e testemunha da briga foi até o local e encontrou a mulher com a faca na mão e o homem caído no chão ainda com vida.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Leonidio não resistiu e morreu dentro de casa. A Polícia Militar também esteve no local.

Transtornada, a mulher disse que que a intenção não era tirar a vida do marido e sim se defender da agressão. A faca utilizada no crime foi encontrada em cima do tanque de lavar roupa.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da Vila Piratininga e será investigado. Neste domingo, Leonídio faria aniversário.

Últimas notícias