Mulher é internada com suspeita de “doença da urina preta” em SP

A moça de 31 anos foi internada em Americana, município paulista. Vigilância Epidemiológica acompanha o caso

atualizado 23/09/2021 18:02

Divulgação

São Paulo – Uma mulher de 31 anos foi internada em Americana, município de São Paulo, com suspeita da “doença da urina preta”, ou Síndrome de Haff. A informação foi confirmada nesta quinta-feira (23/9) pela prefeitura da cidade.

A moça, em observação no Hospital Unimed, está sendo acompanhada pela Vigilância Epidemiológica e ainda não há previsão para o diagnóstico final.

Segundo a administração municipal, não existem outras pessoas com sintomas semelhantes na cidade e a mulher em questão não esteve em locais que são focos da enfermidade no país.

De acordo com a Secretaria de Saúde de São Paulo, se for confirmado, esse será considerado um caso local e o primeiro em todo o estado de São Paulo.

O que causa a doença

A Síndrome de Haff é adquirida a partir de uma toxina encontrada em espécies de peixes e crustáceos. Segundo o Ministério da Saúde, pode levar à insuficiência renal e morte.

A toxina não consegue ser identificada, já que não possui cheiro nem sabor. Ela surge quando o animal não é guardado em condições adequadas.

Mais lidas
Últimas notícias