Manchas de óleo chegam a praia do Sudeste

O Instituto de Estudos do Mar (IEAPM) confirmou que a substância encontrada é a mesma que atingiu o litoral do Nordeste

Marcos Rodrigues/Secom SergipeMarcos Rodrigues/Secom Sergipe

atualizado 08/11/2019 20:42

Nesta sexta-feira (08/11/2019), o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), anunciou que foram encontrados e recolhidos fragmentos de óleo na praia de Guriri, no município de São Mateus, no Espírito Santo.

Segundo o jornal O Globo, o Instituto de Estudos do Mar (IEAPM), confirmou que a substância encontrada é o mesmo óleo achado nas praias do Nordeste. O Espírito Santo é fronteira com a Bahia e Guriri é a primeira praia da Região Sudeste atingida.

Um destacamento operativo com 75 Fuzileiros Navais está monitorando desde terça-feira (05/11/2019) os municípios de Conceição da Barra e São Mateus, no litoral capixaba.

Situação das praias 
As localidades Japaratinga, Barra de São Miguel, Jequiá da Praia, Coruripe, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas; Praia do Viral e Coroa do Meio, em Sergipe; e Guriri, no Espírito Santo, permanecem com ações de limpeza. Os estados de Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Bahia estão com suas praias limpas, segundo o GAA

Aproximadamente 4.300 toneladas de resíduos de óleo foram retiradas das praias nordestinas, até esta sexta, segundo levantamento feito pelo Ibama.

Além do óleo, os resíduos contêm equipamentos de proteção descartados, areia, lonas e materiais usados nas coletas. Secretarias de Meio Ambiente dos estados são responsáveis por fazer o descarte.