Marido que matou mulher a marretadas é condenado a mais de 20 anos de prisão

Vitor Aragão da Silva foi condenado a 21 anos e 15 dias de prisão em regime fechado

atualizado 15/10/2021 16:06

Marido que matou mulher a marretadas pega mais de 20 anos de prisãoRedes Sociais/Reprodução

Vitor Aragão da Silva, acusado de matar a esposa, Ana Paula Jesus Santos Aragão, a golpes de marreta enquanto ela dormia, foi condenado a 21 anos e 15 dias de prisão em regime fechado. O julgamento ,que durou mais de 24h, aconteceu no Fórum Gumersindo Bessa em Aracaju e foi encerrado na tarde dessa quinta-feira (14/10).

A princípio, o réu foi condenado a 14 anos e três meses de reclusão pelo crime de feminicídio, mas teve a pena aumentada pela existência de agravantes ao crime de natureza hedionda, como motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e emprego de meio cruel. Ele também foi condenado a um mês e 19 dezenove dias de detenção por comunicação falsa de crime.

Saiba mais no F5 News, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias