Mais de 2,6 milhões de eleitores podem ter o título cancelado pelo TSE

Sem o documento, o cidadão não consegue tirar passaporte, assumir cargo em concurso ou fazer empréstimo em banco público

Divulgação/TREDivulgação/TRE

atualizado 21/02/2019 11:14

Mais de 2,6 milhões de brasileiros poderão ter o título de eleitor cancelado por não terem comparecido ao pleito de outubro de 2018. Sem o documento, não é possível conseguir passaporte, assumir cargo em concurso ou fazer empréstimo em bancos públicos, por exemplo. O prazo para resolver as irregularidades com a Justiça Eleitoral vai até 6 de maio.

A capital federal se destaca entre as cidades com mais ausências durante a votação. Ao todo, 113 mil deixaram de escolher os candidatos. O Distrito Federal perde apenas para os dois maiores colégios eleitorais: os municípios de São Paulo, onde 209 mil eleitores não votaram, e do Rio de Janeiro, com quase 132 mil faltantes.

Quem não votou nem justificou a falta nos três últimos pleitos — cada turno considerado uma eleição — estará sujeito à sanção. A lista com os nomes dos eleitores nesta situação já está disponível nos cartórios eleitorais.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pede atenção às datas. O eleitor deve resolver as pendências entre 7 de março e 6 de maio. Ainda segundo o cronograma, a Justiça cancelará, no período de 17 a 20 de maio, as inscrições de quem não tiver regularizado a situação dentro do prazo. Em 21 de maio, as atualizações do cadastro serão retomadas.

Outro alerta é que comunicados de cancelamento não são enviados por e-mail. “Os eleitores devem redobrar os cuidados ao receber mensagens nesse sentido. Mensagens falsas começaram a circular contendo comunicados de cancelamento do documento e, em geral, pedem a atualização de dados cadastrais com link de origem duvidosa”, destaca o TSE, em nota.

Para se certificar de que não há pendências com o documento, o eleitor pode consultar a situação na página do TSE ou no cartório eleitoral mais próximo. “Tais mensagens utilizam de forma indevida o nome e a imagem do TSE com o objetivo de induzir o eleitor ao erro”, conclui o texto.

Raio X
Veja o perfil dos faltosos nas últimas eleições:

Por região

Sudeste – 1.319.454

Por UF

São Paulo – 717.653
Rio de Janeiro – 312.783
Minas Gerais – 239.710
Rio Grande do Sul – 126.255
Paraná – 114.625

Por cidades

São Paulo – 209.444
Rio de Janeiro – 131.995
Brasília – 113.427
Goiânia – 41.845
Manaus – 39.646

Por gênero

Homens faltosos – 1.452.268

Mulheres faltosos – 1.192.699

Por faixa etária

25 a 34 anos – 838.890

35 a 44 anos – 609.616

45 a 59 anos – 489.339

21 a 24 anos – 421.089

Últimas notícias