Na 5ª série, ex-presidente da Alerj tem aulas para reduzir pena

Paulo Melo foi um dos líderes do núcleo político do governo Sérgio Cabral. 12 horas de estudo equivalem a um dia a menos de pena a cumprir

atualizado 02/07/2019 9:04

Fabio Motta/Estadão

O ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Paulo Melo (MDB), começou a estudar em troca de benefício de reduzir a sua pena. Após um teste de nivelamento, ele iniciou os estudos na 5ª série (atual 6º ano) do Ensino Fundamental. A cada 12 horas de estudo, o ex-deputado tem um dia a menos de pena a cumprir. As aulas começaram em março.

Paulo Melo está preso em Bangu 8 desde novembro de 2017, em decorrência da operação Cadeia Velha, um desdobramento da Lava Jato. O ex-deputado foi condenado a 12 anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e organização criminosa, acusado de receber propina de empresas de transporte do Rio.

De acordo com informações do jornal O Globo, um professor da rede estadual vai semanalmente a Bangu 8, no Complexo de Gericinó, e entrega apostilas ao presidiário. Em seguida, aplicam-se as provas.

O mesmo benefício foi estendido a outros seis detentos da mesma unidade. Paulo Melo, no entanto, é um dos poucos internos em Bangu 8 que cursam o Ensino Fundamental. O político também tem lido para reduzir seu período no cárcere. Eleito pela primeira vez em 1990, o emedebista foi um dos líderes do núcleo político do governo Sérgio Cabral.

Últimas notícias