Homem é preso por prender esposa e torturá-la com arma de choque

Segundo a polícia, a mulher era obrigada a usar roupas longas para esconder os ferimentos causados pelo companheiro

atualizado 31/01/2020 11:58

Reprodução

Um servente de pedreiro, de 22 anos, foi preso suspeito de torturar a esposa com arma de choque e mantê-la em cárcere privado durante três meses. O caso ocorreu em Nova Alvorada do Sul, cidade distante a 120 km de Campo Grande (MS). A informação é do jornal Campo Grande News.

Segundo informações do delegado Rômulo Teixeira Marcelo, o casal estava junto há seis meses, mas há três a mulher, também de 22 anos, era mantida presa em casa.

A vítima era constantemente agredida e, em uma das ocasiões, foi torturada com arma de choque. ”Há um tempo eles saíram juntos e ele sentiu ciúmes de um ex-namorado dela. Ela foi levada para um matagal e torturada com a arma”, contou Marcelo.

Para que as agressões não fossem descobertas por familiares, o servente obrigava a vítima a usar roupas longas. ”Quando visitavam os parentes dele, ela não podia ir de short ou camiseta porque ele batia nos braços e nas pernas”, detalhou o delegado.

No dia 24 deste mês, a vítima relatou ao marido que o gás de cozinha havia acabado. Então, ele deixou a porta da casa destrancada e disse que ela poderia sair para almoçar na residência da mãe dele. A mulher saiu e procurou a polícia.

Mais lidas
Últimas notícias