Dia de mobilização pró-Haddad teve manifestações no DF e em 24 estados

Eleitores do petista foram às ruas para demonstrar apoio e tentar convencer indecisos

Ricardo Botelho/Especial para o MetrópoelsRicardo Botelho/Especial para o Metrópoels

atualizado 27/10/2018 22:24

Eleitores do candidato à Presidência da República Fernando Haddad (PT) foram às ruas neste sábado (27/10) para manifestar apoio ao político no que chamaram de Dia Nacional de Mobilização pró-Haddad. Estavam previstos atos em 25 unidades da Federação.

Além do Distrito Federal, estados como Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná tiveram manifestações a favor do petista. Na véspera do segundo turno da eleição, os apoiadores de Haddad empunharam bandeiras do partido, cantaram em prol do político e tentaram conquistar o voto do eleitor indeciso. Em Brasília, mobilizado por meio das redes sociais, um grupo de cerca de 500 pessoas se reuniu na região central.

Em Belo Horizonte, as manifestações foram chamadas de Abraço da Virada na Contorno, um ato simbólico de abraços em um das principais avenidas da cidade. Manifestantes reuniram-se também no centro da capital, na Praça 7.

Uberlândia também teve ato a favor do petista.

A capital do Espírito Santo, Vitória, teve demonstrações públicas pró-Haddad na Praça do Papa, onde cerca de 500 pessoas se reuniram. Houve princípio de confusão com um eleitor de Jair Bolsonaro, mas a polícia o afastou do grupo. Fortaleza também teve manifestação, organizada pelo governador reeleito Camilo Santana (PT), que terminou na Praia de Iracema.

No Paraná, houve atividades em diversas regiões do estado. Os atos foram convocados pela Coligação Brasil Feliz de Novo, partidos democráticos e movimentos sociais.

Eleitores do candidato Jair Bolsonaro (PSL) também organizaram eventos em vários estados. Confira aqui como foram as manifestações favoráveis ao militar da reserva.

Últimas notícias