MEC abre 66 mil vagas para formar professores da educação básica

Os editais são destinados a universidades federais, estaduais e municipais e faculdades privadas sem fim lucrativo

atualizado 12/12/2019 11:53

CapesDivulgação

O Ministério da Educação (MEC) lançou 66 mil novas vagas e bolsas para a formação de professores da educação básica. Os editais são publicados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Os editais são destinados a universidades federais, estaduais e municipais e faculdades privadas sem fim lucrativo ou que têm acordo de cooperação com o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa Universidade para Todos (Prouni).

As bolsas estão divididas da seguinte maneira:

  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid): 30 mil vagas;
  • Residência pedagógica: 30 mil vagas;
  • Programa Nacional de Formação de Professores, destinado a professores que já estão em serviço: 6 mil.

A Capes divulgou ainda editais para formação de professores no exterior. O programa envolve formação nos Estados Unidos e no Canadá. Serão 500 vagas desse tipo.

“A expectativa é de que com esses editais nós possamos elevar a qualidade da educação básica brasileira através, por exemplo, dos indicadores Ideb e do Pisa“, explicou o presidente da Capes, Anderson Correia, nesta quinta-feira (12/12/2019).

O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) revelou, no início deste mês, que quatro em cada 10 estudantes brasileiros de 15 anos não conseguem identificar a ideia principal de um texto, ler gráficos, resolver problemas com números inteiros, entender um experimento científico simples.

Hoje, o país tem 1,2 milhão de professores na educação básica. “Atualmente, pagamos em torno de 40 mil bolsas no Pibid [Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência] e 30 mil no Programa de Residência Pedagógica. Agora, teremos o ingresso de novos 60 mil estudantes de licenciatura”, explica Carlos Lenuzza.

Mais lidas
Últimas notícias