Governo publica reajuste de contribuição previdenciária de servidores

Veja quais faixas passam a valer a partir de 1º de janeiro. Houve acréscimo de 10,16% nas bases de contribuição para as alíquotas aplicadas

atualizado 20/01/2022 13:14

Ipe amareloIgo Estrela/Metrópoles

Além de aposentados e pensionistas, o governo incluiu servidores públicos federais na lista de contribuições previdenciárias reajustadas nesta quinta-feira (20/1).

Segundo portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU), houve acréscimo de 10,16% nas bases de contribuição sobre as quais são aplicadas as alíquotas.

Veja as novas faixas que passaram a valer em 2022:
  • Alíquota de 7,5%: a partir de 2022, sai de R$ 1.100 e vai para R$ 1.212
  • Alíquota de 9%: a partir de 2022, sai de R$ 2.203 e vai para R$ 2.427
  • Alíquota de 12%: a partir de 2022, sai de R$ 3.305 e vai para R$ 3.641
  • Alíquota de 14%: a partir de 2022, sai de R$ 6.433 e vai para R$ 7.087
  • Alíquota de 16,5%: a partir de 2022, sai de R$ 22.034,83 e vai para R$ 24.273,57
  • Alíquota de 19%: a partir de 2022, sai de R$ 42.967,92 e vai para R$ 47.333,46
  • Alíquota de 22%: a partir de 2022, vale para a faixa acima de R$ 47.333,46

 

Reajuste do teto da aposentadoria do INSS

O governo federal também publicou, nesta quinta-feira (20/1), uma portaria interministerial que reajusta os valores dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Com a mudança, o teto da Previdência Social passa de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22 neste ano. O aumento salarial, com base na inflação, será concedido a aposentados e pensionistas do INSS que recebem qualquer valor acima do salário mínimo.

Mais lidas
Últimas notícias