Dólar fecha no segundo maior valor da história e vai a R$ 4,18

Moeda ampliou a alta no mercado à vista na manhã desta quarta, com as atenções voltadas à política brasileira

Arquivo/Agência BrasilArquivo/Agência Brasil

atualizado 13/11/2019 18:00

O dólar comercial voltou a subir e fechou a quarta-feira (13/11/2019) em alta de 0,48%, a R$ 4,187 na venda. Este é o segundo maior valor de fechamento da história, perdendo apenas para os R$ 4,196 registrados em 13 de setembro do ano passado.

O dólar ampliou a alta no mercado à vista na manhã desta quarta, com as atenções voltadas à política local, após ter desacelerado os ganhos iniciais, em meio à divulgação dos dados do varejo brasileiro, que vieram em linha com as expectativas e mais fortes que no mês anterior.

Os investidores estão atentos aos desdobramentos da saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL e a criação do partido Aliança pelo Brasil, anunciados após o fechamento do câmbio e juros.

Compasso de espera
Também monitoram a reunião do presidente Bolsonaro com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o advogado-geral da União, André Luiz de Almeida, além do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Há compasso de espera também pelo índice de inflação ao consumidor dos Estados Unidos (10h30) e o discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell (13h).

No mercado à vista, por volta das 9h40, o dólar registrou máxima em R$ 4,1802 (+0,330%). O dólar futuro de dezembro estava em alta de R$ 4,1835 (+0,25%).

As vendas do comércio varejista subiram 0,7% em setembro ante agosto, em linha com a mediana das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast. As vendas de agosto ante julho foram revisadas de 0,1% para 0,2%. (Com informações do UOL)

Últimas notícias