Dois moradores de rua morrem após São Paulo registrar dia mais frio do ano

Prefeitura diz ter intensificado abordagens para levar pessoas em situação de rua para abrigos

atualizado 22/08/2020 15:53

Rovena Rosa/Agência Brasil

A Polícia Militar de São Paulo encontrou um segundo corpo, no Centro de São Paulo, na manhã deste sábado (22/8). Este é o segundo óbito registrado na capital após a onda de frio que atingiu a cidade nesta madrugada. Mais cedo, uma mulher foi achada morta em uma barraca na Praça da Sé.

A suspeita em ambos os casos é de que as mortes tenham ocorrido por hipotermia, devido ao frio intenso. São Paulo registrou o dia mais frio do ano nesta madrugada, quando a temperatura bateu 8,2°C.

No ano passado, a Polícia Civil de São Paulo investigou seis mortes desse tipo no estado. A cidade tem mais de 24 mil moradores de rua.

A prefeitura da capital informou que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social intensificará as abordagens para encaminhar as pessoas em situação de rua para abrigos. Caso a pessoa não aceite, será entregue um kit com lanche e cobertor. Os que aceitarem ganharão um kit higiene, acesso a banheiro com chuveiro e três refeições.

Mais lidas
Últimas notícias