Desmoronamento em gruta deixa 12 bombeiros soterrados em São Paulo

Uma pessoa foi resgatada sem vida. Grupo de 28 pessoas estava na Gruta Duas Bocas, em Altinópolis, para curso particular de bombeiros civis

atualizado 31/10/2021 15:24

O teto de uma gruta caiu quando um grupo de 26 pessoas fazia um treinamento em AltinópolisReprodução

São Paulo – Um desmoronamento na madrugada deste domingo (31/10) em uma gruta em Altinópolis, no interior de São Paulo, deixou 12 pessoas que estavam envolvidas em um curso de uma escola de bombeiros civis soterrados. Até a última atualização, uma pessoa foi resgatada sem vida.

Outras seis pessoas foram resgatadas com fraturas e hipotermia e foram encaminhadas para os hospitais. Entre as pessoas resgatadas, três já tiveram alta hospitalar.

A expectativa é que o resgate dure até 48 horas. A demora ocorre em virtude do difícil acesso ao local conhecido como Gruta Duas Bocas, próxima à Gruta de Itambé, ponto turístico na região rural da cidade. Para complicar a situação, está chovendo na região.

0

Foi aberta uma clareira no local para que dois helicópteros Águia da Polícia Militar possam acessar a região. Além do Corpo de Bombeiros de Ribeirão Preto, que está coordenando as equipes de resgate, a Defesa Civil e o Samu estão no local para auxiliar os trabalhos.

O grupo de 28 pessoas estava fazendo um treinamento de resgate em caverna, pela escola Real Life, quando entre 2h e 3h30 da madrugada o teto da caverna desmoronou.

Operação de resgate

Segundo o Corpo de Bombeiros, 75 agentes e 20 viaturas trabalham nas buscas por pessoas que ainda estão desaparecidas após o desmoronamento da caverna. Equipes do Grupo de Atendimento em Emergência e Desastre (GEAD) do Corpo de Bombeiros da capital de São Paulo, incluindo a equipe do canil, e de outros municípios estão a caminho para ajudar no resgate.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP),  um grupo de especialistas em resgate, acompanhado por técnicos da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil e um geólogo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), decolou em um King Air da PM às 11h30 do aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, para reforçar as buscas em Altinópolis.

Mais lidas
Últimas notícias