Contador é encontrado morto com corpo carbonizado no quintal de casa

Segundo Polícia Civil de Goiás, familiares de Nilton de Paula Ferreira encontraram o corpo dele no imóvel, em Niquelândia, norte do estado

atualizado 23/05/2022 12:21

Contador é encontrado morto dentro de casa em Niquelândia, GoiásReprodução

Goiânia – Um contador de 41 anos foi encontrado morto com o corpo carbonizado, em Niquelândia, no norte de Goiás, a 305 km da capital. De acordo com a Polícia Civil, familiares de Nilton de Paula Ferreira, conhecido como Niltim, encontraram o corpo dele no quintal de sua casa. Motivação do crime ainda é investigada.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

O caso ocorreu no sábado (21/5). Segundo a investigação, a suspeita é de que quem cometeu o crime tenha se encontrado com o contador na noite anterior ao crime. Um adolescente de 14 anos, que não tem vínculo com o crime, foi encontrado com o celular de Nilton e disse que achou o aparelho após escutar alarme soando no mato e ir até o local.

A Polícia Civil informou ao Metrópoles que, inicialmente, recebeu a denúncia de um veículo totalmente queimado na saída de Niquelândia. Em seguida, segundo a investigação, familiares de Nilton foram à delegacia registrar o desaparecimento do contador.

No quintal

O corpo de Nilton foi encontrado pelos familiares, no quintal da casa dele, localizada no Bairro Soares, enquanto a polícia registrava o carro carbonizado, que foi o ponto de partida das investigações.

Posteriormente, a polícia descobriu que o carro, um Fox Branco, era da vítima. O veículo foi encontrado em uma área de mata no início da GO-237.

No mesmo dia em que Niltim foi encontrado morto, o Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRC-GO) publicou em suas redes sociais uma nota de falecimento, onde lamentou a morte do homem de 41 anos.

“Nilton foi um exímio profissional e entusiasta da contabilidade”, afirmou o órgão.

Tentativa

Nilton já havia sofrido uma tentativa de latrocínio em 2015. Segundo registros policiais, na época, o contador tinha 34 anos e foi agredido por três jovens, na entrada de sua casa, com pedaços de madeira. Na ocasião, ele foi abandonado em seu carro seminu, às margens da BR-414.

O Metrópoles não encontrou contato de familiares de Nilton até o momento em que publicou este texto, mas o espaço segue aberto para manifestações.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias