Brumadinho: raiva, tristeza e medo são emoções que tomam redes sociais

Pesquisa utiliza sistema de análise de sentimentos e de impacto para avaliar textos postados no Twitter, Facebook e YouTube

Igo Estrela/Metrópoles

atualizado 29/01/2019 7:49

Pesquisa realizada pela AP/Exata e divulgada nesta segunda-feira (28/1) traz a análise de sentimento e do impacto causado pela tragédia de Brumadinho (MG) nas redes sociais. Em relação às emoções despertadas nas pessoas, elas são majoritariamente negativas, com destaque para a raiva, a tristeza e o medo.

Os internautas associam o ocorrido ao desastre de Mariana e acusam a Vale de omissão. Há uma imagem que permeia o caso de que a mineradora é uma empresa que não se preocupa com as pessoas, mas apenas com os lucros.

Por outro lado, o rompimento da barragem, que causou a morte de muitas pessoas, despertou a solidariedade dos internautas, que logo passaram a valorizar medidas positivas, o trabalho de resgate e a iniciativa de empresas e pessoas que, sensibilizadas, promoveram ações de ajuda humanitária.

Redes neurais artificiais
O sistema de análise de sentimentos utilizado neste estudo foi desenvolvido pela Universidade do Minho, em Portugal, e adaptado pela AP/Exata para a leitura de dados on-line. São tecnologias baseadas em machine learning e redes neurais artificiais.

Por meio de algoritmos, o sistema consegue identificar mais oito emoções básicas e 23 emoções compostas, a partir de publicações textuais feitas em plataformas como Twitter, Facebook e YouTube.

Acesse aqui a íntegra da pesquisa:

Bruma Dinho by on Scribd

Últimas notícias