Bolsonaro vai ao Rio e se prepara para lançar campanha da Previdência

Com derrotas no Congresso Nacional, o governo apresentará uma nova fase de campanha publicitária sobre a mudança nas regras de aposentadoria

Carolina Antunes/PRCarolina Antunes/PR

atualizado 20/05/2019 12:14

Com o objetivo de estar mais presente nos estados brasileiros, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) viaja, nesta segunda-feira (20/05/19), para o Rio de Janeiro, onde participa de cerimônia de entrega da medalha do Mérito Industrial do estado. Após o evento, que ocorre às 12h30, o chefe do Executivo almoça com o presidente da Federação das Indústrias local (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa.

Bolsonaro volta no mesmo dia a Brasília para lançar a segunda fase da campanha da nova Previdência, às 17h, no Palácio do Planalto. Desgastado no Congresso Nacional, o governo deve utilizar todos os recursos para que o texto seja aprovado ainda neste semestre, como já adiantou o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB).

Sem força com o Legislativo, nas últimas semanas, os parlamentares impuseram mais uma derrota ao governo com a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar o contingenciamento na pasta. Além disso, o presidente da Comissão Especial que analisa a reforma, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), chegou a indicar um texto alternativo ao proposto por Bolsonaro, para que a Previdência tenha a cara do Parlamento, e não a do Executivo.

Agora, o Executivo precisa criar uma nova estratégia de diálogo com o Congresso para aprovar as reformas consideradas “prioritárias” ao governo, como a da Previdência e o novo Pacto Federativo.

O presidente tem reunião agendada às 16h30 com o líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), para articular brevemente o novo discurso utilizado pelo governo com o Parlamento. Após o lançamento da campanha, Bolsonaro se encontrará com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para continuar as discussões sobre essa nova fase.

Pela manhã, Bolsonaro defendeu a aprovação da reforma da Previdência em sua conta oficial no Twitter. Na postagem, ele afirmou que a mudança nas regras da aposentadoria é “a porta de entrada para o progresso do Brasil”. E justificou a aprovação da reforma para viabilizar “outras ações econômicas benéficas para o país, como a reforma tributária” que deve ser apresentada em breve. “Compreendo ser um desejo urgente dos brasileiros”, completou.

Últimas notícias