Bolsonaro afirma que “não perdeu nenhuma” para a OMS: “Tá 7 a 0 para mim”

Fala foi feita após presidente criticar recomendações da Organiação Mundial da Saúde no combate à pandemia do novo coronavírus

atualizado 15/10/2020 19:29

Facebook/Reprodução

Em sua tradicional live de quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o controle do avanço do novo coronavírus no mundo. O chefe do Executivo federal afirmou que “ainda não perdeu nenhuma” para a entidade.

“Tá 7 a 0 para mim, não é 7 a 1 não: ainda não perdi nenhuma”, afirmou o presidente. Bolsonaro deu a declaração ao comentar suposta fala da OMS pedindo que a Europa não adote o lockdown.

Ainda nesta semana, ao ser questionado por apoiadores sobre quando acabaria com a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção contra o novo coronavírus, o presidente criticou a OMS.

“Todas aquelas acusações contra mim foram por terra. Acabaram com os empregos, aí sobe o preço do arroz. Fica em casa, pô. Estão pagando o preço, querem botar a culpa em mim?”, questionou o mandatário, ao lembrar que vetou o uso do equipamento de proteção individual, mas foi derrotado no Congresso.

0

Bolsonaro realizou a transmissão ao lado do ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, e de André Mendonça, ministro da Justiça e Segurança Pública.

Últimas notícias