Após morte de Juarezão, moradores cobram de Bolsonaro duplicação de BR

O chefe do Palácio do Planalto se comprometeu a repassar ao Dnit as reivindicações, mas alertou: "Depende do orçamento"

Reprodução/FacebookReprodução/Facebook

atualizado 25/06/2019 15:13

Moradores de Brazlândia, cidade distante 50 km da Área Central de Brasília, cobraram do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a duplicação da rodovia BR-080, que liga a capital federal ao Mato Grosso, passando por Goiás. O grupo abordou o mandatário da República na saída do Palácio da Alvorada.

Na noite da última sexta-feira (21/06/2019), o ex-deputado distrital Juarezão, 57 anos, morreu em um acidente de trânsito na rodovia. O local, segundo os motoristas que trafegam diariamente, é de alto risco para condutores e pedestres.

Nesta terça-feira (25/06/2019), o movimento Duplica Já, formado por moradores da cidade, entregou um abaixo-assinado a Bolsonaro. Ao receber o documento, que conta com 15 mil assinaturas, o presidente lamentou as tragédias nas pistas. “São 60 mil mortes por ano em rodovias”, frisou.

O chefe do Palácio do Planalto se comprometeu a repassar ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) as reivindicações e agilizar o trâmite para as obras na região. “Ela já está asfaltada?”, questionou Bolsonaro.

O presidente disse que a obra dependerá das condições orçamentárias do governo federal. “Vou encaminhar (o abaixo-assinado) para o Ministério da Infraestrutura. De acordo com o orçamento, veremos a prioridade”, salientou.

Na conversa com os moradores, Bolsonaro voltou a criticar o “excesso de radares” nas rodovias. “Radar é para meter a mão no bolso do povo. Hoje se dirige muito mais olhando nas laterais, para os radares, do que para a rodovia”, pontuou. O presidente defende a redução dos equipamentos. 

Segundo informações do Dnit, na BR-080 há trechos sem acostamento e com obras inacabadas.

Assista ao vídeo do momento da abordagem dos moradores de Brazlândia a Bolsonaro:

A morte
Juarezão conduzia uma Nissan Frontier vermelha e bateu em uma carreta no sentido Brazlândia – Padre Bernardo (GO), no trecho conhecido como Sete Curvas, por volta das 18h45, da última sexta-feira (21/06/2019).

O ex-parlamentar foi eleito em 2014. Nas eleições de 2018, ele concorreu à reeleição, mas não teve sucesso no pleito. A base eleitoral dele é em Brazlândia, onde morava.

Cobrança de obras
Após o acidente, o Metrópoles esteve no local. O asfalto é bom, porém é uma pista simples — só tem mão e contramão. Não existe pardal ou barreiras de velocidade. A via é repleta de marcas de frenagem. As curvas fechadas e a grande quantidade de carretas que trafegam na região deixam o trecho ainda perigoso.

Os moradores de Brazlândia calculam ao menos 32 mortes este ano na pista. A intenção do movimento Duplica Já é atingir a marca de 30 mil assinaturas para pressionar o governo a iniciar as obras no local.

Últimas notícias