">
*
 
 

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) deve ter o quarto chefe de gabinete em dois anos. O atual ocupante do cargo e ex-secretário da Mobilidade do Distrito Federal, Carlos Tomé, deve voltar ao Senado Federal, onde trabalhava antes de vir para o GDF. Ele ficou seis meses no cargo e aguarda apenas que o chefe do Executivo escolha um novo nome.

Passaram pelo cargo Rômulo Neves (Rede) e Alexandre Lopes. Neves foi o braço direito de Rollemberg desde a transição do governo de Agnelo Queiroz (PT), em 2014, até fevereiro de 2016. Quando deixou o cargo, saiu também do PSB e migrou para a Rede, onde deve concorrer a um cargo de deputado federal, em 2018.

Antes de Tomé, Alexandre Lopes ocupava a cadeira. Ele  foi secretário de Gestão Administrativa e Desburocratização no primeiro ano de gestão de Rollemberg, e hoje, é subsecretário de Políticas Públicas na Casa Civil.

A reportagem tentou entrar em contato com Carlos Tomé, mas ele não atendeu às ligações.

Rodrigo RollembergCarlos ToméRômulo NevesAlexandre Lopes
 


COMENTE

Ler mais do blog