Tentativa de feminicídio no DF: marido ataca esposa com facão

Vítima foi socorrida e levada para o Hospital Regional do Gama. O agressor fugiu e ainda não foi localizado pela polícia

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 27/03/2019 18:27

Permanece foragido o homem que tentou a matar a mulher com golpes de facão. Sueli Pereira Guedes, de 44 anos, foi atacada pelo marido, Márcio Gonçalves dos Santos, 50 anos, na tarde dessa sexta-feira (22/2), no Gama. Após a agressão, a vítima foi socorrida e levada para o Hospital Regional do Gama. O marido fugiu e ainda não foi localizado.

Segundo relatos de testemunhas, Sueli estava voltando para casa quando foi surpreendida pelo marido no meio da rua. Ele teria descido do carro com o facão e atacado a vítima.

De acordo com informações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Sueli continua internada, mas o quadro de saúde dela é estável. Ela sofreu diversos cortes nos braços e nas costas.

A 20ª Delegacia de Polícia (Gama) investiga o caso, registrado como tentativa de feminicídio.

Neste 2019, o Metrópoles inicia um projeto editorial para dar visibilidade às tragédias provocadas pela violência de gênero. As histórias de todas as vítimas de feminicídio do Distrito Federal serão contadas em perfis escritos por profissionais do sexo feminino (jornalistas, fotógrafas, artistas gráficas e cinegrafistas), com o propósito de aproximar as pessoas da trajetória de vida dessas mulheres.

O Elas por Elas propõe manter em pauta, durante todo o ano, o tema da violência contra a mulher para alertar a população e as autoridades sobre as graves consequências da cultura do machismo que persiste no país. Desde 1° de janeiro, um contador está em destaque na capa do portal para monitorar e ressaltar os casos de Maria da Penha registrados no DF. Mas nossa maior energia será despendida para humanizar as estatísticas frias, que dão uma dimensão da gravidade do problema, porém não alcançam o poder da empatia, o único capaz de interromper a indiferença diante dos pedidos de socorro de tantas brasileiras.

Últimas notícias