Policial acusado de agredir mulher está afastado para concorrer às eleições

O crime ocorreu em João Pessoa, na manhã do último sábado

atualizado 03/08/2020 17:15

O cabo da Polícia Militar suspeito de agredir uma mulher no último sábado (1/8) já estava afastado das atividades externas da corporação, em João Pessoa. De acordo com o comandante do 5º Batalhão, coronel Barros, o servidor afirmou pré-candidatura nas eleições deste ano e, por isso, realiza o expediente interno, na área administrativa.

O PM de 37 anos foi preso em flagrante suspeito de agredir uma mulher, no bairro dos Bancários, na manhã do sábado. Horas depois, o servidor foi liberado após a Justiça conceder um alvará de soltura.

Leia a reportagem completa no Portal T5, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias