DF: homem bebia álcool em gel e fumava quando ateou fogo na companheira

Em depoimento, o agressor disse jogou a substância e o cigarro no corpo da mulher, depois de uma discussão na casa onde moravam, no Paranoá

O homem que ateou fogo no corpo da companheira e havia fugido do local, se apresentou na  6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), na tarde desta quinta-feira (14/5). Em depoimento, Luiz Carlos de Melo Cabral, 37 anos, contou uma versão dos fatos que chocou agentes e delegados. Ele afirmou que estava bebendo álcool em gel e fumando quando começou a discutir com a companheira.

Em seguida, disse que iria queimá-la, jogou a substância na vítima e usou o cigarro para incendiá-la.

A Polícia Civil (PCDF) pediu a prisão preventiva do autor e aguarda a expedição feita pela Justiça. O suspeito deverá permanecer preso na delegacia até o mando ser cumprido oficialmente.

De acordo com testemunhas, após a mulher sentir as chamas queimando 0 corpo, saiu correndo pela rua e foi socorrida por um vizinho. Ele a levou às pressas para o Hospital Regional do Paranoá (HRPa).

A vítima relatou aos investigadores que morava com o agressor há cerca de um ano e que o homem seria usuário de drogas e costuma ingerir bebida alcoólica.

Ela narrou aos policiais que, no dia do episódio, dormia no quarto, quando Luiz Carlos chegou embriagado e ameaçou matá-la: “Eu vou te queimar”, teria dito o suspeito. Nesse momento, ele ateou fogo ao corpo da vítima, que gritou por socorro. Ela foi salva pelo proprietário da casa onde o casal mora de aluguel.

1/6
Vítima sofreu queimaduras pelo corpo
Ela foi inicialmente levada ao Hospital Regional do Paranoá
E transferida ao Hran, que é referência no tratamento de queimados
Caso aconteceu na 6ª DP
Suspeito segue foragido
O suspeito teve a prisão preventiva decretada pela Justiça

Como a vítima teve cerca de 50% do corpo atingido pelo fogo, ela foi transferida para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), unidade hospitalar referência no tratamento de queimados.