Após matar modelo em Manaus, acusado diz que fugiu para “encontrar Deus”

Rafael Fernandes confessou ter matado ex-namorada, Kimberly Mota, após ver mensagens de conversas com outro homem

A equipe do Portal Manaus Alerta, teve acesso com exclusividade ao depoimento de Rafael Fernandes Rodrigues, 31, assassino confesso da  modelo e miss Manicoré Kimberly Karen Mota, 22 anos. A jovem foi encontrada com diversas facadas, no apartamento do suspeito, na última terça-feira (12/05), no centro de Manaus.

1/9
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook
Arquivo Pessoal/ Facebook

No depoimento concedido a delegada Zandra Ribeiro adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na noite desse domingo (17/05), o autor disse que após matar a ex-namorada, ligou para o pai, em São Paulo. Durante a ligação disse. “Fiz merda acabei com minha vida, matei a Kimberly; o pai então disse. “Se entregue”. Transtornado e sem saber o que fazer, Rafael, então, disse ao pai “Não posso ficar aqui ”. Ao telefone, falava o tempo todo repetindo diversas vezes que precisava fugir e ir pra longe encontrar Deus.

Leia a reportagem completa no site Manaus Alerta, parceiro do Metrópoles.