Passageiros da TAP poderão parar no DF por 5 dias sem custos extras

O Governo do Distrito Federal e a companhia aérea assinarão acordo em 15 de março, em Portugal, para tornar Brasília um stopover

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 28/02/2019 13:13

O governador Ibaneis Rocha (MDB) viajará para Portugal, em 15 de março, para assinar um acordo com a companhia aérea TAP a fim de transformar o Distrito Federal em um stopover. A iniciativa dará a estrangeiros a oportunidade de permanecerem entre 2 e 5 dias na capital da República, durante viagens mais longas. A escala prolongada poderá ser feita a partir de aeroportos administrados pela Inframérica.

“Os turistas que tiverem outros destinos no Brasil, como Fortaleza e Bahia, poderão fazer essa parada sem pagar nada”, afirmou o governador. O acordo inclui parceria com outras empresas aéreas, a rede hoteleira do DF e cidades vizinhas, como Pirenópolis (GO).

Segundo Ibaneis, a iniciativa visa impulsionar o turismo e gerar empregos na cidade. “Assim que assinar o convênio, começaremos a distribuir um material sobre Brasília com fotos, pontos turísticos e restaurantes. Será um stopover nos moldes do que ocorre em Lisboa”, explicou.

Protocolo de intenções
O GDF anunciou a parceria com a TAP, nesta quarta-feira (27/2), durante a assinatura de um protocolo de intenções com Sesc e Senac para serviços de saúde, cultura, assistência social e capacitação profissional. A partir de agora, as duas entidades atenderão a comunidade nessas áreas por meio de programas de gratuidade.

O acordo vem sendo construído desde o início de fevereiro, quando o presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), José Roberto Tadros, recebeu o governador na sede da instituição, em Brasília. Na ocasião, também participaram o primeiro vice-presidente da entidade, Francisco Valdeci de Souza Cavalcante, e o vice-presidente administrativo, Luiz Gastão Bittencourt.

Foram realizadas reuniões entre os secretários de estado do DF e lideranças da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do DF (Fecomércio), do Sesc e do Senac para alinhar a parceria. “Haverá cursos nos contraturnos das escolas. Vamos capacitar as pessoas. Quem gera emprego é o empresariado e estou muito feliz com essa parceria”, ressaltou o governador.

Últimas notícias