É de bom-tom? Cinco coisas para (não) se fazer ao usar o Airbnb

Evite as gafes e saiba como ser um bom hóspede na hora de alugar uma acomodação na plataforma

atualizado 14/04/2021 20:51

Hóspedes e anfitriãoGetty Images

Na última década, o Airbnb se consolidou como uma das maiores plataformas colaborativas de hospedagem e experiências do mundo. A ideia da empresa, fundada em 2008, é simples: possibilitar que anfitriões ofereçam acomodações originais, permitindo que os hóspedes as aluguem e vivenciem o mundo de uma forma mais autêntica e conectada.

Apesar da popularidade, muitas pessoas ainda não experimentaram os serviços do site, o que pode gerar certo desconhecimento com relação às boas práticas cultivadas pelos usuários dos serviços.

O Metrópoles elencou o que não é de bom-tom caso você queira ser um hóspede bacana e aproveitar ao máximo a sua reserva. Confira!

Não respeitar o horário do check-in e do check out

Seja pontual. Sim, imprevistos acontecem – e devem ser gentilmente comunicados ao anfitrião assim que possível. Mas se o check-in está marcado às 7h, não chegue às 5h, nem às 9h. Existe um motivo pelo qual os hosts estipulam um determinado horário para esses trâmites, e quase sempre é porque eles simplesmente não podem te receber antes ou depois disso.

Não informar o número exato de hóspedes

Normalmente, o preço da diária da hospedagem aumenta à medida que se adiciona mais hóspedes, o que pode fazer com que algumas pessoas pensem em omitir a informação na hora da reserva. Não faça isso para, depois, chegar até à residência com o dobro de quantidade da galera. A gente garante que economizar alguns trocados não vale o vexame que será lidar com um anfitrião zangado – e que, por direito, poderá cancelar sua reserva nesses casos.

0
Não respeitar as regras da casa

Alugar uma acomodação no Airbnb é quase como se sentir em casa. Quase. Não esqueça que o ônus da plataforma de hospedagem é ter que lidar, às vezes, com regras mais estritas por parte dos anfitriões. Logo, se informe com antecedência sobre as normas da casa – se é permitido festas e eventos (inclusive surubas, ok, Felipe?), fumar e animais de estimação, por exemplo.

Não devolver a acomodação do jeito que você a encontrou

Nada mais deselegante do que devolver a acomodação como se um furacão tivesse passado por ali. Portanto, garanta que a acomodação seja limpa e higienizada antes do check out. Não hesite em avisar ao anfitrião caso algo tenha sido quebrado durante a hospedagem. Lembre-se também de desligar as luzes e o ar condicionado e também de devolver todas as chaves da residência.

Não deixar uma avaliação

Boa parte do sucesso que o site alcançou se deve à cultura da comunidade de conceder avaliações após as experiências. É por meio delas que outros hóspedes podem conferir mais detalhes sobre as casas, bem como sobre o relacionamento do público com os anfitriões. Então, se tudo ocorreu bem ao longo da hospedagem e você ficou satisfeito com o serviço, não esqueça de dar estrelinhas e deixar aquela recomendação sincera na página do(a) host.

Mais lidas
Últimas notícias