Grávida e vegana? Veja o que não pode faltar na sua alimentação

O blog Mil Dicas de Mãe elencou o que não pode faltar no cardápio da mãe vegana

Se você é adepta do veganismo (ou seja, não ingere nenhum item de procedência animal), boas notícias: durante a gestação, não é preciso mudar a dieta. A ciência aponta que a alimentação da grávida vegana, por si só, não acarreta nenhum problema à mulher e ao bebê, desde que o cardápio conte com a suplementação correta, segundo dois órgãos de nutrição dos Estados Unidos, a American Dietetic Association e a Academy of Nutrition and Dietetics.

Quer ver dicas práticas para a alimentação da grávida vegana? O blog Mil Dicas de Mãe elencou o que não pode faltar no cardápio durante os meses de espera do bebê.

Entre os nutrientes mais importantes da gravidez está o ácido fólico (vitamina B9), que contribui para a formação do sistema nervoso do bebê, ainda dentro da barriga da mãe.

A recomendação é cuidar da sua suplementação a partir do momento em que o casal decide ter um filho. A substância é abundante em diversos vegetais, especialmente naqueles de folhas verdes escuras, caso do brócolis e do espinafre, por exemplo. Lentilha, feijão preto e ervilha são outras fontes do nutriente.

Mais uma vitamina do complexo B essencial durante a gestação é a vitamina B12. Comumente encontrada nas carnes, muitas pessoas se preocupam em desenvolver sua deficiência caso decidam seguir uma dieta vegetariana ou vegana. Porém, dentro dessas categorias, é possível encontrar o nutriente em cereais e sementes, como a quinoa.

Continue lendo no blog Mil Dicas de Mãe.