*

O câncer de próstata é uma doença que afeta não só os homens, como também os animais, principalmente cães. O Novembro Azul Pet, em paralelo à campanha de conscientização do câncer de próstata nos homens, traz a conscientização dos tutores sobre a importância dos exames nos bichos.

De acordo com a médica veterinária e professora da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas, Carine Dahl, a doença tem a mesma gravidade em animais e costuma ser mais comuns em cães mais velhos e não castrados. “Observamos que do ano passado para cá, cerca de 20% dos animais que fizeram necrópsia vieram a óbito por conta de câncer de próstata ou de testículo”, constatou.

A Universidade Federal de Pelotas criou uma campanha para esclarecer os proprietários sobre os fatores que aumentam o desenvolvimento do câncer de próstata e testículo.

Animais jovens que não tem desenvolvimento do aparelho reprodutor adequado até os seis meses de idade têm maior probabilidade de desenvolvimento de tumores no testículo. A veterinária Mariana Ricci explica que a castração é recomendada para se evitar procedimentos cirúrgicos mais invasivos. “A próstata é uma glândula que se localiza logo abaixo da bexiga. Qualquer alteração, ela pode comprimir a bexiga provocando diversos sintomas”.

Dicas para tutores:

  • Todos os animais devem ser acompanhados pelo médico veterinário durante os primeiros meses de vida para que seja verificado se o aparelho reprodutivo está se desenvolvendo adequadamente.
  • Animais adultos devem realizar o exame andrológico anualmente com avaliação criteriosa dos testículos e próstata além de exames de imagem do aparelho reprodutor.
  • Castração precoce – antes da puberdade – é a melhor forma de prevenção do câncer de próstata.
  • Animais com mais de sete anos se idade devem fazer check-up de seis em seis meses.
  • O proprietário de cães não castrados devem ficar atentos a qualquer alteração na urina do cão, pois pode significar complicações na próstata.

Fonte: Especialistas e Universidade Federal de Pelotas



COMENTE

 
câncerBichosnovembro azul

Leia mais: Comportamento