Coronavírus: bebês são apresentados às famílias dentro de vitrines em vans

Ideia surgiu após empresários se virem afetados por grave crise por conta da pandemia de Covid-19 e está rendendo lucros

No México, uma ideia de empresários dedicados à organização de festivais está virando moda. Eles transformaram várias vans em vitrines de acrílico para permitir que pais apresentem seus recém-nascidos para familiares e amigos de uma maneira segura para evitar contágio pelo novo coronavírus, que causa a Covid-19 (veja o vídeo abaixo).

Os empresários de Monterrey, no Norte do México, ficaram afetados pela crise, com os negócios totalmente paralisados, e resolveram dar partida a esta inovação, que respeita totalmente o distanciamento social imposto para barrar a proliferação do vírus.

1/24
"Baby Cabin Parade": ideia virou moda no México e permite que pais mostrem seus recém-nascidos às famílias respeitando o distanciamento social
Imagem do novo coronavírus
Ermando Armelino Pivita é o mais velho do Brasil a se curar da Covid-19
Na Cidade de Deus, no Rio, traficantes decretaram toque de recolher e deixaram aviso sobre o que pode ou não funcionar
Covid-19: sem espaço, hospital nos EUA empilha corpos em sala de descanso
Na Itália, pacientes terminais de coronavírus ganharam o direito de dar adeus às famílias por meio de videoconferências
Profissionais de saúde mostram as marcas provocadas pelos equipamentos de segurança
Equipes do Escritório Regional do Mediterrâneo Oriental, da Organização Mundial da Saúde foram em missão no Irã ver a situação de pacientes infectados com o novo coronavírus
Membros da OMS no Irã para acompanhar a evolução do novo coronavírus
Mãe e criança com máscaras para evitar contágio pelo novo coronavírus
Uma família na Austrália comprou acidentalmente 2,3 mil rolos de papel higiênico em meio à pandemia de coronavírus
Vídeos divulgados nas redes sociais mostraram o pátio do local mais sagrado do Islã em Meca, na Arábia Saudita, praticamente deserto
Com medo de serem contaminadas pelo novo vírus, pessoas passaram a usar camisinhas para apertar botões de elevador
A pandemia de coronavírus provocou correrias a supermercados e farmácias, onde as pessoas esgotaram alguns produtos
Fotos de pessoas apertando botões de elevadores com camisinhas viralizaram
No início da pandemia, rolos de papel higiênico chegaram a faltar em vários supermercados do mundo
Moradores estão estocando itens de todo tipo
Pessoas em Cingapura e na Austrália estão estocando itens básicos por receio do coronavírus
Navio Diamond Princess, um dos primeiros focos de coronavírus fora da China, foi isolado em porto do Japão após casos confirmados
Pangolim é apontado como hospedeiro intermediário do novo coronavírus
Desinfecção de funcionários de uma funerária depois de o grupo lidar com o corpo de uma pessoa que morreu em decorrência do novo coronavírus
Trabalhador de equipe médica pelas ruas de Wuhan, na China
Mulher usa máscara no mercado de Huanan, em Wuhan, o centro da epidemia de coronavírus. O local está interditado
Em Pequim, uma mulher usa máscara e óculos de sol para se proteger do coronavírus

“No fim das contas as pessoas têm uma vida social, uma família, querem se reunir com os entes queridos e isso agora é possível com a distância segura. O que fizemos soluciona o problema nesses tempos”, explicou à AFP Rogelio Gil, Dono da “Baby Cabin Parade”.

Cerca de 15 pais, a maioria de primeira viagem e ansiosos para apresentar seus filhos, já pagaram 40 dólares por hora pelo serviço. De acordo com a AFP, a empresa tem reservas garantidas até outubro.

Vitrines seguras

Os baús das vans, antes destinadas à publicidade, foram adaptadas e se tornaram vitrines lacradas, que são desinfectadas e contam com filtro de ar e ar-condicionado. No interior há assentos, para que os pais sentem e mostrem seus pequenos.

A ideia mira principalmente os bebês, mas os empresários já tem um contrato para que um casal de avós se protejam dentro da cabine durante uma reunião familiar.