Categorias: Comportamento

Barbearias retrôs abrem em Brasília e conquistam o homem do século 21

As barbearias tradicionais do século 18 eram especializadas em cortar cabelo e fazer barba. Para atender os clientes, os donos precisavam basicamente de cadeira, bacia com água e navalha. Nas próximas décadas, entretanto, esses estabelecimentos cresceram e evoluíram. Chegaram no auge nos anos 1940, quando além dos serviços básicos, o local funcionava como ponto de encontro, onde os amigos aproveitavam para bater papo, beber e fumar charuto.

A partir dos meados dos anos 1970, com a invenção das lâminas descartáveis, os barbeiros começaram a sair do mercado, as casas fecharam e ficou difícil encontrar esse tipo de comércio no Brasil. Sem alternativa, os homens se acostumaram a frequentar salões femininos quando precisavam de um bom corte de cabelo.

Nos últimos anos, entretanto, as barbearias voltaram a aparecer nos comércios locais. Mas na nova versão, os empresários do ramo juntaram o cenário vintage das marcas antigas com a modernidade e serviços diferenciados para o homem do século 21. Não basta navalhas e toalhas quentes. A nova clientela quer também cerveja artesanal, jogos, serviço de manicure, profissionais especializados em sobrancelha, massagem e até escova progressiva.

Conheça cinco barbearias charmosas que estão virando o ponto de encontro dos homens de Brasília.

Fio Maravilha

Há cinco meses, a Asa Norte recebeu uma barbearia diferente. A Fio Maravilha veio da parceria do casal de namorados Júlia Roseo, 23 anos, e Tiago Favilla, 25 anos. “Queríamos algo com a nossa cara, que remetesse as barbearias antigas, mas com um quê de modernidade”, diz Júlia. Por isso, a dupla pesquisou referências de empreendimentos na mesma linha em Nova York, Londres e Holanda.

Todos os detalhes do estabelecimento foram pensados e escolhidos pelo casal. As cadeiras de barbear, por exemplo, originais de 1940, foram restauradas para deixar o cliente mais confortável. Para compor o estilo retrô, o casal decorou o espaço com vitrola, quadros com personalidades famosas das décadas passadas, discos de vinil, músicas, revistas e livros de carros antigos.

Para se diferenciar de outros estabelecimentos, a Fio Maravilha oferece cervejas nacionais, artesanais e importadas ao cliente — a primeira unidade é por conta da casa. Outro ponto de destaque são os produtos específicos para barba, como shampoo, condicionador, pente, sérum — de marcas que vieram da Califórnia, São Paulo, Rio de Janeiro e até a nova Go Beard, de Brasília.

Apesar dos serviços modernos, clientes de todas as idades são bem vindos. “Não queremos só jovens da moda e barbudos. Pretendemos resgatar a cultura de ir à barbearia”. O corte custa R$ 50 e a barba R$ 35.

Em tempo: não é preciso dizer que a inspiração para o nome veio após uma pesquisa feita em músicas e artistas consagrados da MPB.

 

Tiago Favilla e Júlia Roseo, proprietários da Fio Maravilhamore

 

 

Dom Cabral
Inaugurada em julho de 2011, quando a ideia ainda era muito nova no Brasil, a Dom Cabral é pioneira no mercado de barbearias retrôs. O negócio familiar, administrado pelo pai e filho, Dawis e Caio Cabral, surgiu como uma homenagem ao patriarca da família, Ademar Cabral, 94 anos, que trabalhou como barbeiro até os 88 anos.

A ideia de montar a barbearia existia, mas ainda sem um conceito formado. Em uma viagem para os Estados Unidos, Caio viu uma reportagem sobre lojas retrôs e percebeu que queria fazer a dele naquele estilo também. Com a ideia pronta, foram atrás de móveis antigos. “As cadeiras de espera eram de um teatro do Rio de Janeiro da década de 1920, já a do barbeiro deve ser entre 1940 e 1950”, explica o empresário.

Além do corte (R$ 50) e barba (R$ 40), eles oferecem uma quick massage (R$ 25). Os homens que frequentam a Dom Cabral ganham uma cerveja de cortesia pelo serviço realizado. Também faz sucesso o pacote do dia do noivo (R$ 320), nele está incluído barba, massagem, hidratação, penteado e serviços exclusivos como hidratação das mãos, limpeza, esfoliação e matização da pele, com o objetivo de tirar o brilho do rosto para as fotos.

Muitos clientes da barbearia visitam o lugar apenas para bater papo ou tomar uma cerveja. O proprietário fica feliz com a volta do costume dos homens irem ao barbeiro. Grande parte da sua clientela está na faixa dos 40 anos e muitos comentam que frequentar a barbearia os remete à época quando acompanhavam os seus pais. Logo mais, o serviço de engraxate também será oferecido aos clientes.

 

Caio Cabral está à frente da Dom Cabral more

 

Universo Masculino
A advogada Naiara Cassimiro, 27 anos, queria abrir um clube para homens. A partir dessa ideia, há quase três anos, inaugurou no Lago Sul a barbearia Universo Masculino. “Os homens estão mais vaidosos e precisavam de um lugar exclusivo. O espaço veio para unir os serviços de um salão de beleza com entretenimento específico para eles”, explica.

Os clientes compram na tabacaria, jogam games, fumam narguile, participam do clube do whisky e até competem em torneios de pôquer — todas às quartas das 20h às 2h. No intervalo, podem cortar o cabelo (R$ 69), fazer a barba (R$ 49), depilar, realizar massagem e até aplicar progressiva sem formol (R$ 89). Como serviço extra, a barbearia tem pacote para noivos (R$ 250 a R$ 400) e também consultas com profissionais de visagismo.

Os clientes da Universo Masculino tem entre 2 e 90 anos e o púbico só tende a aumentar. Por isso, o espaço será ampliado e a nova loja vai se mudar para o Gilberto Salomão. Serão instaladas para os os clientes mesa de sinuca, mini golf e uma área só de videogames.

 

Naiara Cassimiro da barbearia Universo Masculinomore

 

 

Inova
Depois de começar a fazer a barba com barbeiro, o empresário Washington Miranda, 37 anos, decidiu abrir a sua. Com quase dois meses de funcionamento, a Inova está conquistando clientes em Águas Claras. Principalmente por conta do bar e choperia montado na entrada do comércio.

Além do tradicional corte e barba, ambos pelo preço promocional de R$ 25, eles também oferecem pé e mão (R$ 40), progressiva (R$50), alisamento (R$ 150), relaxamento (R$ 30) e sobrancelha (R$30). Washington capacitou os barbeiros, para fazer massagem capilar, secagem e modelagem. O bônus? Toda as cadeiras de barbear possuem aparelho de massagem para pés e lombar. Os clientes mais tímidos podem fazer esses serviços em uma sala VIP que oferece toda privacidade.

“Além de barbearia, temos espaço infantil e um salão para as acompanhantes que quiserem fazer as unhas enquanto esperam. O homem chega aqui e pode ficar tranquilo, nós tomamos conta dos detalhes”, diz Miranda. Ainda buscando atender melhor ao público, ano que vem o empresário vai sortear um carro entre os clientes fidelizados.

Washington Miranda proprietário da Inovamore

 

 

Alcapone
Com o nome inspirado no famoso gângster ítalo-americano, a barbearia Alcapone funciona há cinco meses em Águas Claras. A empresária Paula Cristina Morais, 38 anos, tinha o sonho de abrir um negócio diferente e acabou decidindo um espaço exclusivo para homens vaidosos.

Entre os serviços oferecidos estão corte (R$25), barba (R$25), selagem, escova modeladora, thermo, graxa, dia do noivo (entre R$ 450 a R$ 560), tintura de cabelo e barba, manicure e pedicure (R$40), limpeza de pele, tratamento de pele com acne, depilação e sobrancelha. “Nossos clientes vão do tradicional ao mais despojado. Atendemos todos os gostos”, explica.

De acordo com a empresária, entre os diferenciais está o pub, que oferece cervejas nacionais, importadas e artesanais. O estilo retrô com uma pegada industrial é exatamente o que ela queria e os clientes aprovam. Além disso, os profissionais que estão sempre se atualizando e fazendo cursos específicos da área.

Paula Cristine Albuquerque Rodrigues de Souza orgulhosa da sua Alcapone more
Equipe Alcapone more

 

  • Serviço:
    Endereço: Av. Pau Brasil, Lote 6, Loja 5 – Águas Claras
    Telefone: 3879-1122
    Instagram: @alcaponebarbeariaepub/

Bruna Sabarense

Formada em jornalismo pelo Icesp, trabalhou nas redações do Jornal de Brasília, TV Bandeirantes (Band) e na editoria de Vida & Estilo do portal Metrópoles. Na Oscip Escola Brasil atuou como produtora, redatora e repórter de rádio em projetos para os Institutos Federais e no Selo Unicef Município Aprovado. Já como assessora de imprensa foi chefe das assessorias de comunicação da Administração Regional de São Sebastião e da Secretaria das Cidades do Distrito Federal, tendo atuado também na Subsecretaria de Relações com a Imprensa (Secretaria de Comunicação do GDF).

Últimas notícias

Avião da Força Aérea do Chile com 38 a bordo desaparece

Aeronave levava pessoal para uma base aérea do país na Antártica, para tarefas de revisão de um oleoduto. Buscas estão…

5 horas passados

Em novo depoimento, João de Deus volta a negar abusos sexuais

Médium chegou para prestar depoimento com manchas de sangue na roupa e disse apenas que se machucou na parede

5 horas passados

Sanoli suspende alimentação para servidores e acompanhantes

Corte na comida atingirá sete hospitais e três UPAs, nesta terça-feira (10/12/2019). Apenas pacientes farão todas as refeições

5 horas passados

Mãe ao enterrar filhos mortos em acidente: “Mamãe vai ficar bem”

Guilherme e Juan eram apaixonados pelo Vasco. Ana Paula, mãe dos dois irmãos, pôs ingressos do jogo de domingo dentro…

5 horas passados

Moro reage a Maia sobre Paraisópolis: “Confundindo as coisas”

Ministro da Justiça disse que na ação dos PMs no baile funk não há "legítima defesa a justificar o excludente…

5 horas passados

Concentração de renda no Brasil é a 2ª maior do mundo, diz ONU

Parcela dos 1% mais ricos fica com 28,3% da renda, de acordo com o Relatório de Desenvolvimento Humano da Organização…

6 horas passados